Mercado fechado

IGC eleva projeção para safras globais de trigo e milho 2020/21

LONDRES (Reuters) - O Conselho Internacional de Grãos (IGC) elevou nesta quinta-feira a previsão para a produção global de trigo na safra 2020/21, com perspectivas melhores para Austrália e China mais do que compensando uma revisão para baixo na União Europeia.

Em sua atualização mensal, o órgão intergovernamental aumentou a previsão global de safra de trigo em 2 milhões de toneladas, para 768 milhões, acima dos 762 milhões da temporada anterior.

A safra de trigo da Austrália foi estimada em 26,2 milhões de toneladas, superior à projeção anterior de 24,0 milhões e bem acima das 15,2 milhões de toneladas da temporada anterior.

A melhor perspectiva vem após recentes chuvas fortes que interromperam uma seca de três anos que devastou a costa leste do país.

A safra na China, o maior produtor mundial de trigo, foi projetada em 135 milhões de toneladas, um pouco acima da previsão anterior de 134 milhões e dos 133,6 milhões da safra anterior.

Mas o IGC cortou suas previsões para a UE, onde o clima seco da primavera reduziu o potencial de produção.

A produção prevista para o bloco europeu, que exclui a Grã-Bretanha pela primeira vez na temporada 2020/21, foi vista em 128,4 milhões de toneladas, abaixo da projeção anterior de 131,7 milhões.

O conselho projetou a produção mundial de milho em 2020/21 em 1,172 bilhão de toneladas, acima da projeção anterior de 1,169 bilhão, enquanto a produção total de grãos foi aumentada em 7 milhões de toneladas ante a previsão anterior, de 2,223 bilhões.

A expectativa do IGC é de que os estoques de grãos no final da temporada 2020/21 subam para máxima de três anos de 635 milhões de toneladas, alta de 20 milhões de toneladas em relação ao ano anterior.

A produção mundial de soja em 2020/21 foi estimada em 364 milhões de toneladas, um pouco acima da projeção anterior de 363 milhões, impulsionada por uma pequena revisão para cima no Brasil.

(Por Nigel Hunt)