Mercado fechado

IG4 fecha acordo para assumir fatia da CLI em terminal de grãos do Maranhão

Por Tatiana Bautzer

Por Tatiana Bautzer

SÃO PAULO (Reuters) - O fundo de private equity IG4 fechou nesta quinta-feira acordo com a CGG Trading e os bancos para reestruturar e converter dívida em equity e assumir o controle da fatia da CLI no Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram), segundo comunicado.

O negócio inclui a negociação com credores da CGG Trading e subsidiárias e a aquisição e reestruturação de dívidas da empresa de 236 milhões de dólares.

Após conclusão da transação, a gestora deterá 100% das ações da CLI (Corredor Logística e Infraestrutura S.A), que detém parte do Tegram com outras companhias.

O terminal é hoje um dos maiores exportadores de grãos do Brasil e está em processo de expansão, com a entrada em operação de um novo "shiploader" que deverá dobrar sua capacidade a partir de agosto, para volumes máximos em torno de 15 milhões de toneladas/ano, conforme reportou a Reuters recentemente.

Os credores da CGG Trading são Bradesco, Votorantim, Santander, Banco do Brasil, ABN AMRO, Rabobank, MetLife e Bank of China.

Embora a transação já tenha as aprovações dos credores e a concordância da CGG Trading, ainda está sujeita a diligência confirmatória e anuência de órgãos reguladores, segundo o comunicado.


(Por Tatiana Bautzer)