Mercado abrirá em 6 h 17 min
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,03
    -0,12 (-0,18%)
     
  • OURO

    1.812,20
    -2,30 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    39.096,75
    +975,16 (+2,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    964,60
    +37,84 (+4,08%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.123,86
    +18,14 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    26.200,53
    -226,02 (-0,86%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.077,75
    +4,25 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1448
    +0,0265 (+0,43%)
     

iFood vai testar robôs para entrega de comida e prevê operação em 2020

Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images
Foto: Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

O aplicativo de entrega de comidas iFood trabalha para incluir robôs automatizados na etapa inicial ou final do processo de delivery, afirmou à reportagem Fernando Martins, gerente de inovação logística da empresa, em evento da marca nesta terça-feira (28), em Osasco (SP).

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

BAIXE O APP DO YAHOO FINANÇAS (ANDROID / iOS)

Os robôs são desenvolvidos pela empresa paulista Synkar e devem ficar prontos em janeiro, quando iniciam os testes.

Leia também

Segundo Martins, a operação comercial está prevista para o segundo semestre de 2020, e dependerá de parcerias com shoppings centers e da regulamentação sobre os veículos automatizados nesses locais.

De acordo com a empresa, o robô será um complemento do modal de entrega, funcionando na primeira ou última etapa do processo, e funcionará apenas em ambientes controlados, como shoppings ou condomínios.

A ideia da empresa é usar o veículo -que será uma máquina com rodas e um compartimento para o pedido- para buscar a comida na praça de alimentação e levar até o local do motorista, diminuindo o tempo de entrega.

"O motorista também pode levar a encomenda até um condomínio sem precisar entrar na área. O robô leva até a casa da pessoa e otimizamos a entrega", afirmou Martins.

Os shoppings precisarão ter centrais dedicadas ao iFood. A operadora de shoppings centers Aliansce Sonae anunciou parceria com a empresa nesta terça, segundo a Reuters. Os primeiros shoppings da marca a criar os espaços serão o D.Pedro Shopping, em Campinas (SP), e o Leblon, no Rio de Janeiro.

O iFood entrega mais de 20 milhões pedidos de comida por mês no Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos