Iene reverte queda e euro mantém rali ante franco suíço

Os investidores realizaram lucros com apostas contra o iene nesta terça-feira, o que interrompeu a desvalorização da moeda japonesa em relação ao dólar. O movimento aconteceu após o ministro da Economia do Japão, Akira Amari, advertir que um iene fraco demais não é bom para a economia doméstica.

Além disso, os investidores continuaram o movimento para o euro, em detrimento do franco suíço, pelo quarto dia consecutivo, na sequência dos comentários do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, que reduziu o nervosismo, pelo menos temporariamente, sobre os problemas econômicos e de dívida da região.

"Os comentários de Amari introduziram no mercado a ideia de que o governo japonês pode ser um pouco cauteloso sobre o ritmo de enfraquecimento do iene", disse Brian Daingerfield, estrategista de câmbio da RBS Securities em Stamford, Connecticut. "Isso deu uma pausa ao mercado e ofereceu uma boa oportunidade de realizar lucros no iene."

No final desta tarde em Nova York, o dólar estava a 88,80 ienes, de 89,49 ienes na segunda-feira. A moeda norte-americana chegou a uma máxima de 89,67 ienes na véspera, rali de mais de 16% e o mais alto nível em 19 meses. O iene também se valorizou sobre o euro. No mesmo comparativo, o euro estava cotado a 118,13 ienes no final desta tarde, de 119,68 ienes na segunda-feira.

Já o euro foi negociado a 1,2414 franco suíço nesta terça-feira, ante 1,2340 franco suíço na segunda-feira. Foi a primeira vez, desde dezembro de 2011, que a moeda comum europeia superou a marca de 1,24 franco suíço. O euro registrou perdas frente ao dólar. O euro estava a US$ 1,3263 no final desta tarde, frente a US$ 1,3381 na véspera. As informações são da Dow Jones.

Carregando...