Iene renova mínimas em vários meses ante dólar e euro

O iene continuava a perder força nesta sexta-feira, atingindo uma nova mínima em 28 meses ante o dólar e a menor cotação em 17 meses em relação ao euro, devido a expectativas persistentes de que o novo governo do Japão adotará medidas para enfraquecer a moeda e dar mais suporte à sua economia.

O ministro das Finanças do Japão, Taro Aso, disse mais cedo que conversou com o presidente do Banco do Japão (BoJ, o banco central do país), Masaaki Shirakawa, sobre como fortalecer a coordenação entre o governo e a autoridade monetária - o desdobramento mais recente na campanha da nova liderança japonesa para reverter a deflação e fortalecer o iene.

Dados mostraram também que a produção industrial japonesa caiu mais do que o esperado em novembro e o núcleo do índice de preços ao consumidor (CPI, em inglês) confirmou que o país continua sob pressão deflacionária.

O dólar atingiu 86,64 ienes e o euro subiu para 114,67 ienes, durante a madrugada. Às 7h50 (horário de Brasília), o dólar era negociado em 86,04 ienes, de 86,15 ienes na quinta-feira, e o euro operava em 113,45 ienes, de 113,97 ienes na véspera.

O JPMorgan revisou para cima suas previsões para a cotação do dólar em relação ao iene, citando a mudança significativa na percepção dos investidores estrangeiros sobre a política econômica do Japão. O banco prevê agora que o dólar atingirá 87 ienes no fim de 2013, ante projeção anterior de 79 ienes. As informações são da Dow Jones.

Carregando...