Mercado fechado

Idoso é salvo por função do Apple Watch ao cair de altura de mais de 6 metros

Felipe Junqueira

Um idoso de 92 anos do Nebraska, Estados Unidos, acredita ter sido salvo pelo detector de quedas do seu Apple Watch. Jim Salsman subiu uma escada para tentar afastar pombos de um silo e caiu de uma altura de quase 6,5 metros. Sem ninguém por perto para socorrê-lo, tentou apelar à assistente digital Siri e descobriu que o relógio inteligente já havia alertado o Corpo de Bombeiros local sobre seu acidente.

“Foi muita estupidez da minha parte”, reconheceu Salsman, que está há cerca de um mês em recuperação em um hospital perto de sua fazenda. De acordo com ele, estava tudo bem enquanto subia a escada. De repente, uma rajada de vento o desequilibrou e ele caiu. Com muita dor, percebeu que não conseguiria chegar sozinho até sua caminhonete, então resolveu chamar a Siri.

“Falei com ela ‘Hey, Siri, Jim Salsman, estou muito ferido na fazenda'”, contou. Para sua surpresa, a assistente o informou que já havia alertado as autoridades sobre a queda, e os bombeiros chegaram a tempo de salvar sua vida. Para encontrar o homem caído, os oficiais usaram dados do GPS compartilhados pelo dispositivo da Maçã.

Este não é o primeiro caso de alguém que foi salvo graças ao detector de quedas do Apple Watch, disponível desde o modelo de quarta geração, lançado em 2018. Em fevereiro do ano passado, um homem de 65 anos na Noruega foi resgatado graças à função. Também há casos de vidas salvas pelo eletrocardiograma, que sugeriu uma cirurgia preventiva a um americano de 48 anos em julho de 2019.

De acordo com os rumores, o Apple Watch Series 6, que deve ser lançado nesta temporada, vai incluir ainda mais recursos para ajudar a salvar vidas, como um detector de crises de pânico e ansiedade, além de monitor de oxigênio no sangue.

Fonte: Canaltech