Mercado abrirá em 5 h 18 min

Idosa de 96 anos tinha fortuna de centenas de milhões - e nem mesmo sua família sabia

Nem mesmo a família da idosa tinha conhecimento dos milhões em sua conta bancária. Ela deixou a maior parte para a caridade. (Pixabay)

Aposentada aos 96 anos, a secretária americana Sylvia Bloom permaneceu na mesma empresa por 67 deles e guardando um grande segredo: ao observar atentamente os investimentos feitos pelos advogados do escritório em que trabalhava e repeti-los para si mesma, ela conseguiu acumular uma fortuna de US$ 82 milhões.

O que mais chama a atenção no caso é o fato de nem mesmo a sua família ter conhecimento do dinheiro. “Ela era secretária em uma época em que esse tipo de profissional administrava a vida de seu chefe, incluindo seus investimentos pessoais. Então, quando o chefe comprava uma ação, ela fazia a compra para ele e depois comprava a mesma ação para si mesma, mas em menor quantidade, porque ela recebia o salário de uma secretária”, explica Jane Twinkin, sobrinha de Bloom, em entrevista ao New York Times.

Sylvia Bloom acumulou silenciosamente uma fortuna de US$ 82 milhões com um truque simples. (Reprodução)

Três anos depois de se aposentar, a idosa faleceu e, ao tomar conhecimento de seu testamento, a família descobriu a fortuna. Bloom deixou uma pequena parte do dinheiro aos amigos e à família, e determinou que o restante fosse doado para um instituto que oferece cuidados de saúde e programas sociais para pessoas carentes e para um programa de bolsas de estudo da faculdade em que ela estudou.

A família acredita que nem mesmo Raymond Margolies, marido de Sylvia, teria conhecimento da fortuna da esposa. O casal não teve filhos e levava uma vida modesta, sem grandes gastos. Mesmo em seus últimos dias de trabalho, a secretária chegava ao escritório de transporte público, escolhendo quase sempre o metrô.