Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    37.540,29
    +1.434,44 (+3,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +76,96 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,12 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    -0,0485 (-0,75%)
     

Identificação e boa relação com os atletas: os motivos pelo retorno de Barroca ao Botafogo

Sergio Santana
·1 minuto de leitura


Situações drásticas clamam por pessoas que conhecem e estão ambientadas com a realidade do dia a dia. Diante das questões de saúde envolvendo Ramón Díaz, a diretoria do Botafogo não teve dúvidas em buscar Eduardo Barroca, que estava no Vitória, para assumir o clube. Identificado e com história nos corredores do Estádio Nilton Santos, ele chega ao clube com a necessidade de resultados a curto prazo.

Barroca, durante a entrevista coletiva de apresentação, não fez questão de esconder que a relação que possui com o Botafogo não limita-se apenas ao ambiente profissional, partindo também para um meio pessoal. Foi no Alvinegro que Eduardo, como treinador do sub-20, conquistou praticamente tudo no âmbito das categorias de base e teve a primeira chance definitiva em âmbito profissional.

A identificação e entender o momento atual do clube pesaram para a diretoria buscar Eduardo Barroca. As negociações com o Vitória não foram complicadas - o treinador pediu liberação junto ao presidente Paulo Carneiro e teve o pedido concedido.

O novo treinador passou a comandar o dia a dia do Alvinegro desde o último sábado, dando o primeiro treinamento no campo anexo do Estádio Nilton Santos. Como o Botafogo utiliza muitos jogadores oriundos das categorias de base, Barroca já trabalhou com boa parte do atual elenco do Alvinegro em algum momento da carreira. Outro caso é Pedro Raul, atacante titular do técnico no Atlético-GO na reta final da Série B no ano passado.

O treinador é conhecido por "blindar" o vestiário e chamar a responsabilidade em momentos ruins para si mesmo, tentando tirar parte do peso das costas dos jogadores. Barroca foi um nome visto com bons olhos por boa parte dos atletas do Botafogo neste retorno.