Mercado fechará em 2 h 50 min
  • BOVESPA

    107.684,97
    -3.754,40 (-3,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.726,93
    -580,78 (-1,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,36
    -1,61 (-2,24%)
     
  • OURO

    1.762,60
    +11,20 (+0,64%)
     
  • BTC-USD

    43.792,24
    -3.829,58 (-8,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.094,77
    -39,61 (-3,49%)
     
  • S&P500

    4.324,23
    -108,76 (-2,45%)
     
  • DOW JONES

    33.744,11
    -840,77 (-2,43%)
     
  • FTSE

    6.903,91
    -59,73 (-0,86%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    14.920,00
    -406,00 (-2,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2798
    +0,0804 (+1,30%)
     

Idec questiona Droga Raia sobre coleta de digital para descontos

·1 minuto de leitura
Droga Raia foi notificada por coletar impressões digitais de clientes em troca de descontos
Droga Raia foi notificada por coletar impressões digitais de clientes em troca de descontos

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) notificou extrajudicialmente a Droga Raia por coletar impressões digitais de clientes em troca de descontos na venda de um medicamento.

O órgão de defesa do consumidor também acionou a Associação Brasileira das Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) sobre a questão da coleta em outras farmácias. Tanto a Droga Raia quanto a Abrafarma têm dez dias corridos para responder.

Leia também:

Em entrevista ao Tilt UOL, o analista do programa de Saúde do Idec, Matheus Falcão, explicou que as notificações são pelo fato de que “as pessoas vão à farmácia para adquirir um medicamento e são praticamente coagidas a fornecerem informações pessoais sem qualquer outra justificativa que não seja a de receber algum desconto. Agora as farmácias estão levando essa prática a um novo patamar sem respeitar os critérios mínimos da lei”.

O Idec ressalta que exigir dados pessoais, sem informar ao cliente o que será feito com eles, “viola garantias básicas do consumidor, como o direito à segurança, à liberdade de escolha e à informação adequada”.

Em resposta ao Tilt UOL, a Raia Drogasil, responsável pela Droga Raia, afirmou que prestará "todas as informações a ela solicitadas, respeitando as disposições da legislação vigente e as suas informações estratégicas de negócio”. Acrescentou ainda que "a biometria não é obrigatória, nem tampouco uma condicionante para aquisição de nossos produtos ou serviços".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos