Mercado fechará em 5 h 5 min
  • BOVESPA

    110.300,08
    -1.239,72 (-1,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.769,99
    +87,80 (+0,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,79
    +1,04 (+1,74%)
     
  • OURO

    1.711,20
    -22,40 (-1,29%)
     
  • BTC-USD

    50.899,75
    +1.946,22 (+3,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.017,08
    +28,99 (+2,93%)
     
  • S&P500

    3.864,64
    -5,65 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    31.492,31
    +100,79 (+0,32%)
     
  • FTSE

    6.636,35
    +22,60 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    12.937,50
    -117,75 (-0,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9217
    +0,0596 (+0,87%)
     

Ibovespa volta a flertar com 117 mil pontos ajudado pelo exterior; Eletrobras lidera altas

Paula Arend Laier
·3 minuto de leitura
Sede B3

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa avançava mais de 1% nesta segunda-feira, beneficiado pelo clima favorável a ativos de risco no exterior, com as ações da Eletrobras liderando os ganhos em meio a novas especulações relacionadas à privatização da companhia de energia elétrica e anúncio de dividendo extraordinário.

Às 11:09, o Ibovespa subia 1,45%, a 116.734,12 pontos. Na máxima até o momento, chegou a 117.212,86 pontos. O volume financeiro era de 4,2 bilhões de reais.

Na última sexta-feira, o Ibovespa caiu mais de 3% e acumulou perda em janeiro, mês marcado por recordes, mas também aumento das preocupações com ruídos políticos e riscos fiscais no país, além do avanço alarmante da pandemia de Covid-19.

Nesta sessão, futuros acionários norte-americanos mostravam recuperação após fortes perdas na última semana, em movimento ajudado por papéis de mineração e tendo no radar também sobre o setor industrial nos EUA, o que ajudava a bolsa paulista.

Na cena doméstica, as atenções estão voltadas para Brasília, mais especificamente as eleições para os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado.

A equipe da Ágora Investimentos também citou em comentários a clientes que a eventual paralisação dos caminhoneiros segue sendo monitorada, assim como notícias sobre vacinas no Brasil.

No caso específico do Ibovespa, os analistas da corretora enxergam uma tendência positiva nos primeiros negócios, mas não descartam volatilidade ao longo do pregão, principalmente em razão de eventos internos.

Notícias mais cedo sugerindo pouca adesão ao chamado de greve de caminhoneiros corroboravam o viés de alta no pregão. De acordo com o Ministério da Infraestrutura, todas as rodovias federais do Brasil encontravam-se com "fluxo livre de veículos" entre 7h e 9h desta segunda-feira.

Também o mecanismo global de compartilhamento de vacinas Covax espera entregar 35,3 milhões de doses da vacinas contra Covid-19 da AstraZeneca a países caribenhos e latino-americanos entre meados de fevereiro e o final de junho.

Para fevereiro, estrategistas do BTG Pactual afirmaram em relatório que, embora os riscos tenham claramente aumentado, a vacinação está em andamento, as taxas de juros globalmente devem permanecer baixas e os estímulos adicionais nos EUA devem manter o apetite pelo risco em níveis relativamente altos.

DESTAQUES

- ELETROBRAS PNB e ELETROBRAS ON disparavam 7,06% e 6,24%, respectivamente, após, no fim de semana, o presidente Jair Bolsonaro afirmar que entre pautas prioritárias para o Congresso está a privatização da companhia. A estatal divulgou no final da sexta-feira que seu conselho de administração aprovou pagamento de dividendos intermediários no valor de 2,29 bilhões de reais.

- ITAÚ UNIBANCO PN subia 3,02%. Assembleia aprovou cisão da participação do conglomerado na XP Inc bem como de acordo envolvendo proposta da incorporação pela XP da nova empresa criada após a segregação, XPart. A constituição da nova companhia ainda depende da liberação pelo banco central dos EUA. Entre os bancos, BRADESCO PN tinha alta de 2,22%.

- VALE ON avançava 2,07%, com o setor de mineração e siderurgia como um todo no azul, em linha com pares negociadas na Europa, onde o índice do segmento em alta de 2,57%. No Brasil, CSN ON subia 3,39%.

- PETROBRAS PN valorizava-se 1,61%, acompanhando a alta dos preços do petróleo no mercado externo. A companhia assinou contrato para a venda de suas participações no chamado Polo Peroá por 55 milhões de dólares e divulgou que terminou processo licitatório para arrendamento de terminal de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) na Bahia sem receber propostas válidas.

- COPEL PNB cedia 0,74%, conforme agentes financeiros seguem repercutindo anúncio recente da companhia sobre nova política de dividendos, além de reforma estatutária que incluirá desdobramento de ações e a implementação de um programa de units.