Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.667,66
    +293,79 (+0,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.232,20
    -741,07 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,78
    +1,35 (+1,58%)
     
  • OURO

    1.813,40
    +1,00 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    42.346,81
    -64,75 (-0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.009,05
    -0,33 (-0,03%)
     
  • S&P500

    4.577,11
    -85,74 (-1,84%)
     
  • DOW JONES

    35.368,47
    -543,34 (-1,51%)
     
  • FTSE

    7.563,55
    -47,68 (-0,63%)
     
  • HANG SENG

    24.112,78
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    27.730,17
    -527,08 (-1,87%)
     
  • NASDAQ

    15.183,00
    -23,00 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3123
    +0,0052 (+0,08%)
     

Ibovespa vira para positivo e estende ganhos com NY após dado de inflação

·3 min de leitura

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira passou a subir nesta quinta-feira, após abertura negativa, estendendo sequência de duas sessões de alta, enquanto as ações em Wall Street avançavam na abertura após a divulgação de mais dados de inflação e emprego.

Papéis de petrolíferas ajudavam positivamente o índice, enquanto as ações da Vale limitavam os ganhos.

Às 11:42, o Ibovespa subia 0,30%, a 106.007,73 pontos. O volume financeiro era de 5,6 bilhões de reais.

Depois de algumas decepções com dados recentes de atividade econômica doméstica, o volume de serviços prestados no Brasil cresceu 2,4% em novembro ante outubro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira, bem acima da expectativa em pesquisa da Reuters de alta de 0,2%.

O mercado também monitora encontro mais tarde do ministro da Economia, Paulo Guedes, com o presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal, Isac Moreno, em meio à pressão por reajustes salariais de servidores.

O temor de reajustes amplos para o funcionalismo público, após o Orçamento de 2022 reservar espaço para potencial aumento a algumas categorias policiais, pesou nos mercados no final de 2021 e nos primeiros pregões deste ano.

Em Wall Street, os principais índices de ações subiam, após dado de preços ao produtor mais fraco do que o esperado pelo mercado reduzir preocupações de um ritmo mais rápido na alta de juros nos EUA. Dado de pedidos de auxílio-desemprego também foram divulgados.

Os números vêm na sequência de certo alívio nos mercados acionários dos EUA nos últimos dois dias, após declaração do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, e dado de preços ao consumidor serem lidos por investidores como sem grandes surpresas.

DESTAQUES

- VALE ON caía 0,7%, após duas sessões de alta, em dia misto para siderúrgicas, metalúrgicas e mineradoras. Contratos futuros de minério de ferro fecharam em baixa de 0,7% em Dalian, diante de preocupações sobre a demanda de curto prazo pela matéria-prima siderúrgica. Preços do spot com 62% de teor de ferro para entrega à China subiram 0,5%, segundo a consultoria SteelHome.

- BRF ON subia quase 4%, após assinar acordo com o fundo de investimentos soberano da Arábia Saudita para a criação de uma joint venture de produção de frangos no país do Oriente Médio, com previsão de investimentos de cerca de 350 milhões de dólares. JBS ON avançava 2,4%, MARFRIG ON tinha alta de 3% e MINERVA ON ganhava 0,8%.

- ITAÚ UNIBANCO PN subia 0,6%, após anunciar compra da corretora digital Ideal. O banco pagará cerca de 650 milhões de reais por uma participação de 50,1% na Ideal e terá o direito de adquirir os 49,9% restantes após cinco anos.

- PETROBRAS PN e ON avançavam 1,9% e 2,4%, respectivamente. Preços do petróleo operavam entre perdas e ganhos. PETRORIO ON subia 3,9% e 3R PETROLEUM ON tinha alta de 2,7%.

- QUALICORP ON cedia 2,5%, INTERMÉDICA ON caía 1,6% e HAPVIDA ON recuava 1,4%. Analistas do Credit Suisse reduziram o preço-alvo de Intermédica e Hapvida de 90 reais para 88 reais e de 16,7 reais para 16,3 reais, respectivamente.

- NATURA ON caía 2,5%. No varejo, MAGAZINE LUIZA ON cedia 2,2%, VIA ON recuava 0,7% e AMERICANAS ON tinha queda de 0,9%. GPA ON perdia 3,7%, após três sessões de alta.

- DEXCO ON subia 4,5%, após anunciar programa de recompra de até 20 milhões de ações em até 18 meses.

- MOURA DUBEUX ON, que não está no Ibovespa, disparava 10,1%, após divulgar dados operacionais do quarto trimestre na noite da véspera.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos