Mercado abrirá em 39 mins
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,82 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,44 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,56
    +0,80 (+0,96%)
     
  • OURO

    1.801,60
    +5,30 (+0,30%)
     
  • BTC-USD

    62.849,62
    +2.035,86 (+3,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,70 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,92 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.232,11
    +27,56 (+0,38%)
     
  • HANG SENG

    26.132,03
    +5,10 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.370,25
    +29,25 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5674
    -0,0134 (-0,20%)
     

Ibovespa vai na contramão do mundo e fecha em baixa de 0,2%

·1 minuto de leitura

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice de ações brasileiras foi na contramão do otimismo dos mercados internacionais e recuou nesta quinta-feira, pressionado principalmente por ações de empresas ligadas ao mercado doméstico.

O Ibovespa chegou a subir na abertura, mas logo perdeu força e gravitou boa parte da sessão em torno do zero antes de fechar em baixa de 0,2%, aos 113.225,83 pontos, segundo dados prelilminares.

O giro financeiro, de 24 bilhões de reais, contrastou com os volumes robustos nas sessões de vencimento de índice, na véspera, e de opções sobre ações, na sexta-feira.

Os principais índices das bolsas dos Estados Unidos e da Europa fecharam com alta significativa, fortalecidos por balanços de grandes empresas que mostraram resultados trimestrais acima das expectativas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos