Mercado fechará em 5 h 30 min
  • BOVESPA

    109.545,38
    -643,19 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.020,65
    +221,19 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,68
    +0,43 (+0,58%)
     
  • OURO

    1.787,20
    +4,80 (+0,27%)
     
  • BTC-USD

    16.843,32
    -186,33 (-1,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    395,24
    -6,57 (-1,63%)
     
  • S&P500

    3.941,26
    -57,58 (-1,44%)
     
  • DOW JONES

    33.596,34
    -350,76 (-1,03%)
     
  • FTSE

    7.516,04
    -5,35 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.454,50
    -111,50 (-0,96%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5081
    +0,0294 (+0,54%)
     

Ibovespa titubeia com anúncio de grupo técnico de economia, mas retoma e encerra em alta

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa avançava cerca de 1% quando o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, anunciou nesta tarde nomes que farão parte da transição de governo, incluindo o do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. Alckmin, que comanda a equipe de transição, não especificou de qual grupo Mantega participará, mas foi o suficiente para fazer o índice devolver parte considerável dos ganhos até então antes de voltar a tomar fôlego e encerrar o dia com ganho de pouco menos de 1%.

Alckmin também citou que o grupo técnico na área da Economia será integrado por André Lara Resende, Guilherme Melo, Nelson Barbosa e Pérsio Arida.

De acordo com Ricardo Campos, diretor de investimentos da Reach Capital, o mercado sabe que a equipe de transição não necessariamente fará parte do governo, mas é essa a equipe que já está negociando propostas e medidas com efeitos fiscais, sem ainda estar claro de onde sairão os recursos.

"Até agora, sabe-se muito pouco das políticas do novo governo. O que está claro apenas é o trabalho para cumprir promessas de campanhas, como a manutenção do Auxílio Brasil (em 600 reais) e o aumento do salário mínimo", afirmou. "E isso sem nem se saber quem será o ministro da Fazenda."

Na visão de Luis Novaes, analista na Terra Investimentos, as incertezas sobre os nomes que irão compor a equipe de gestão do próximo governo ainda são principal razão por trás da grande volatilidade vista no Ibovespa, apesar do anúncio pontual dos integrantes da transição.

"O mercado espera a escolha dos nomes definitivos, em especial o chefe do Ministério da Fazenda, considerando sua grande relevância para a economia, consequentemente, para o mercado", acrescentou.

Para Novaes, parte do movimento na bolsa também refletiu a temporada de balanços, em sua semana auge, seja por investidores trocando de posições após os resultados, ou antes, a fim de evitar surpresas. Após o fechamento, Bradesco, CVC Brasil, Iguatemi, XP estão entre as empresas que divulgam seus números.

O Ibovespa, índice de referência do mercado acionário brasileiro, fechou em alta de 0,71%, a 116.160,35 pontos. Na mínima, pela manhã, chegou a cair abaixo dos 115 mil pontos. Na máxima, superou 117 mil pontos. O volume financeiro somou cerca de 30 bilhões de reais.

No exterior, Wall Street teve uma sessão volátil, com S&P 500 fechando com acréscimo de 0,54% e Dow Jones avançando 1,02%, enquanto o Nasdaq subiu 0,46%, em dia marcado pelas eleições de meio de mandato do Congresso norte-americano, que determinarão o controle da Casa.

DESTAQUES

- VALE ON avançou 3,03%, a 74,05 reais, na esteira de nova alta dos preços do minério de ferro na China, com o contrato mais negociado na bolsa de Dalian atingindo uma máxima de duas semanas com esperanças de flexibilização de restrições relacionadas à Covid-19 no país asiático.

- CSN MINERAÇÃO ON saltou 9,84%, a 4,02 reais, beneficiada pela alta do minério, mas também pelo anúncio de que distribuirá 1,76 bilhão de reais aos acionistas em dividendos intermediários e 681,75 milhões de reais em juros sobre capital próprio (JCP).

- ECORODOVIAS ON caiu 4,88%, a 5,26 reais, chegando a desabar mais de 8% no pior momento, após a administradora de concessões de infraestrutura reportar queda no lucro do terceiro trimestre, com declínio em margem operacional e aumento do endividamento.

- TIM ON caiu 2,43%, a 13,24 reais, na sequência de lucro praticamente estável no terceiro trimestre. Executivos da operadora afirmaram em teleconferências que a receita média por usuário (Arpu) deve subir nos próximos meses como consequência de limpeza de base de clientes herdada da Oi e aumento de oferta de serviços adicionais.

- QUALICORP ON valorizou-se 5,17%, a 8,14 reais, antes da divulgação do balanço e após a Superintendência-Geral do Cade recomendar a aprovação, sem restrições, da compra da SulAmérica pelo grupo de saúde Rede D'Or, que também tem participação na Qualicorp. SULAMÉRICA UNIT avançou 0,74% e REDE D'OR ON caiu 0,31%.

- BRADESCO PN caiu 0,96%, a 18,58 reais, antes da divulgação do balanço do terceiro trimestre, prevista para após o fechamento da bolsa. Projeções compiladas pela Refinitiv apontam lucro líquido de 6,76 bilhões de reais. BTG PACTUAL UNIT , que reportou lucro recorde mais cedo, cedeu 0,38%, a 28,72 reais.

- PETZ ON tombou 6,21%, a 8,16 reais, na véspera da divulgação do resultado do terceiro trimestre. Analistas do JPMorgan cortaram suas estimativas para o lucro da rede de pet shops em 2022 e 2023 em 13% e 16%, respectivamente, bem como o preço-alvo da ação de 14,5 para 13 reais.

- PETROBRAS PN subiu 0,74%, a 27,35 reais, após ter trocado de sinal mais de uma vez ao longo do pregão, enquanto segue vulnerável a especulações sobre os potenciais reflexos na petrolífera de controle estatal com a troca do governo a partir de 2023. No exterior, o Brent fechou com variação negativa de 2,61%.