Mercado fechado

Ibovespa tenta seguir impulso dos mercados internacionais e sobe

Ana Carolina Neira

Investidores dividem atenção entre clima no exterior e dado sobre a indústria brasileira O Ibovespa tenta seguir seus pares globais nesta manhã e avança aos poucos nesta primeira hora de pregão. Perto de 10h40, o índice subia 0,45%, aos 116.776 pontos. Na Europa, os mercados operam no campo positivo. Os índices futuros das bolsas dos Estados Unidos registravam alta.

Pixabay

Apesar do clima mais positivo visto no exterior, graças ao tom apaziguador adotado pelo presidente Donald Trump ao comentar o conflito com o Irã ontem, o ambiente doméstico brasileiro conta com um componente mais negativo: a produção industrial brasileira caiu 1,2% em novembro de 2019. O resultado interrompe uma sequência de três meses de avanço e gera certa preocupação em parte dos agentes.

O anúncio é um contraponto ao noticiário que anima os mercados internacionais, já que Trump anunciou novas sanções ao Irã, em vez de uma ação militar imediata. Ele também disse que os Estados Unidos estão “prontos para abraçar a paz com todos que a buscam”.

Há pouco, entre as maiores altas do Ibovespa estavam Marfrig ON (3,94%) e Braskem PNA (3,34%).

Entre as baixas, os destaques são TIM ON (-1,18%) e Cielo ON (-2,30%).