Mercado abrirá em 7 h 59 min
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,41
    -2,08 (-1,88%)
     
  • OURO

    1.805,90
    -2,30 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    30.343,68
    +734,68 (+2,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    681,37
    +0,26 (+0,04%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.418,15
    +184,81 (+2,55%)
     
  • HANG SENG

    19.825,12
    -73,65 (-0,37%)
     
  • NIKKEI

    26.591,68
    +164,03 (+0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.312,25
    -70,50 (-0,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2521
    -0,0070 (-0,13%)
     

Ibovespa tem maior recuo desde fim de novembro com exterior e BC

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira registrou forte queda nesta quinta-feira, seguindo movimento em Wall Street, à medida que o mercado reavaliou as comunicações de política monetária do banco central norte-americano que levaram à disparada das bolsas na véspera.

Na cena local, a indicação de extensão do ciclo de aperto monetário pelo Banco Central também pesou sobre os ativos.

Vale, B3 e Bradesco foram as maiores pressões ao índice, enquanto Suzano, Gerdau, Gerdau Metalúrgica e Klabin foram as únicas que fecharam em alta.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa caiu 2,87%, a 105.235,68 pontos, o que seria a maior queda desde 26 de novembro e o menor patamar de fechamento desde 11 de janeiro. O volume financeiro foi de 29,6 bilhões de reais.

(Por Andre Romani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos