Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.610,69
    +125,09 (+0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Ibovespa tem declínio discreto em dia cheio de balanços; Bradesco desaba

Traders acompanham flutuações de mercado na Bolsa de Valores B3

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa tinha um declínio discreto nesta quarta-feira, contrabalançando uma bateria de resultados corporativos, incluindo queda surpreendente no lucro do Bradesco no terceiro trimestre, que derrubava as ações do banco, enquanto Gerdau figurava entre as maiores altas após balanço sólido e dividendos.

Às 12:31, o Ibovespa caía 0,19%, a 115.945,19 pontos. No pior momento desde a abertura, chegou a 115.237,84 pontos. Na máxima, a 116.182,73 pontos. O volume financeiro somava 13,3 bilhões de reais.

Investidores também continuam monitorando as movimentações da equipe de transição do governo, em particular uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para viabilizar gastos relacionados a promessas de campanha, enquanto aguardam o anúncio da equipe ministerial do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"As atenções seguem divididas, no mercado, para o processo de transição dos governos, a expectativa pela nomeação dos ministérios e para a temporada de balanços", afirmou a Ágora Investimentos, em relatório a clientes.

Do ponto de vista gráfico, a equipe da corretora avalia que o Ibovespa permanece com formação de topo em seu gráfico diário, e na perda do apoio aos 115.700 pontos ganhará força vendedora até o suporte marcado aos 112.500 pontos.

"Do lado superior, para retomar o viés positivo, o índice precisa vencer de forma definitiva a resistência dos 120.500 e, neste caso, passaria a mirar inicialmente no topo de abril formado aos 121.500, podendo estender a busca até a linha dos 124.000 pontos."

No exterior, o sinal negativo prevalecia em Wall Street, com os investidores acompanhando os resultados da eleição de meio de mandato nos Estados Unidos. Um Congresso dividido entre democratas e republicanos tornaria mais difícil a aprovação de mudanças drásticas na legislação atual.

O norte-americano S&P 500 caía 0,6%.

DESTAQUES

- BRADESCO PN desabava 9,58%, a 16,8 reais, após o segundo maior banco privado do país reportar uma queda surpreendente no lucro do terceiro trimestre, com aumento nas provisões para perdas esperadas com calotes. No setor, BANCO DO BRASIL ON, que reporta seus números após o fechamento, subia 1,1% e ITAÚ UNIBANCO PN, que divulga balanço na quinta-feira, caía 2,23%.

- QUALICORP ON despencava 12,78%, a 7,1 reais, após reportar lucro líquido de 49 milhões de reais no terceiro trimestre, um recuo de 55,4% ante mesmo período do ano passado e abaixo das expectativas. Além de um resultado fraco, analistas chamaram a atenção para perspectivas desafiadoras, estimando que restrições de renda devem continuar em 2023.

- GERDAU PN subia 5,43%, a 28,72 reais, após a siderúrgica reportar um resultado acima do esperado por analistas no terceiro trimestre, embora menor do que um ano antes, e anunciar dividendo bilionário. "Apesar do momento de enfraquecimento da indústria siderúrgica global, vemos a Gerdau bem posicionada para enfrentar a tempestade", afirmaram analistas do BTG Pactual.

- PETZ ON avançava 3,19%, a 8,42 reais, após a rede de pet shops reportar antes da abertura queda no lucro do terceiro trimestre, mas crescimento da receita bruta total, em meio a um expressivo ritmo de expansão de lojas. Para analistas do Itaú BBA, a Petz reportou resultados negativos e em linha com as expectativas, que também já estavam no preço dos papéis.

- MÉLIUZ ON caía 6,5%, a 1,15 real, após prejuízo líquido de 18 milhões de reais no terceiro trimestre, aumento de cerca de seis vezes em relação ao desempenho negativo de um ano antes, embora a receita tenha avançado mais de 60% no período. "Apesar do crescimento robusto de suas operações, vemos o resultado da Méliuz como negativo, pois a empresa voltou a apresentar custos e despesas crescentes", disse a XP Investimentos.

- BRASKEM PNA recuava 2,09%, a 30,97 reais, após a petroquímica reportar na noite da véspera prejuízo de 1,1 bilhão no terceiro trimestre, ante lucro de 3,5 bilhões de reais um ano antes, refletindo queda nas receitas e aumento nos custos. Após o balanço, que considerou "muito fraco", o Bradesco BBI cortou estimativas para a companhia, bem como a recomendação para as ações a "neutra" e o preço-alvo de 62 reais para 35 reais.

- TOTVS ON valorizava-se 4,42%, a 33,52 reais, na esteira de um lucro líquido de 155,8 milhões de reais no terceiro trimestre, avanço de 75,2% na comparação com o mesmo período de 2021. A Totvs, segundo a Guide Investimentos, entregou um resultado com melhora em todos os seus segmentos. "Acreditamos que ventos estruturais, como queda na taxa de juros, podem impulsionar ainda mais os números da Totvs", afirmou a equipe da Guide.

- AREZZO ON caía 2,29%, a 95,49 reais, mesmo após o grupo de moda reportar alta de 26% no lucro líquido ajustado no terceiro trimestre ano a ano, para 103 milhões de reais, com aumento nas vendas e melhora da margem bruta. De acordo com o Goldman Sachs, a Arezzo apresentou resultados sólidos, mas amplamente em linha com as expectativas.

- ENGIE BRASIL ON subia 2,47%, a 41,04 reais, tendo no radar lucro líquido ajustado de 710 milhões de reais no terceiro trimestre deste ano, cifra 17,2% superior que a verificada um ano antes. A companhia também anunciou crédito de dividendos intercalares complementares de 472,8 milhões de reais. "A empresa apresentou resultados interessantes, dentro do esperado, mantendo boa gestão de seus ativos", avaliou Genial Investimentos.

- XP INC disparava 9,2%, a 20,04 dólares, em Nova York, após reportar lucro líquido de 1,15 bilhão de reais no terceiro trimestre, alta de 11% sobre um ano antes, apoiado no aumento de 14% da receita líquida, com o bom desempenho em clientes de atacado mais do que compensando a fraca performance no varejo. A plataforma de investimentos também anunciou um aumento de 1 bilhão de reais no seu programa de recompra de ações.

- PETROBRAS PN tinha acréscimo de 1,46%, a 27,75 reais, enquanto PETROBRAS ON subia 0,69%, a 30,84 reais, em dia de queda do petróleo Brent no exterior, enquanto os papéis da empresa seguem vulneráveis a especulações sobre os potenciais reflexos da troca do governo a partir de 2023 nos negócios da petrolífera de controle estatal.

- VALE ON subia 0,45%, a 74,38 reais, ensaiando melhora após oscilar no território negativo, em mais uma sessão de alta dos preços do minério de ferro na Ásia. O contrato da commodity mais negociado na bolsa de Dalian, na China, encerrou as negociações diurnas com alta de 2,6%, a 686 iuanes (94,62 dólares) a tonelada, depois de atingir seu maior valor desde 24 de outubro, a 691,50 iuanes.

(Por Paula Arend Laier)