Mercado abrirá em 7 h 30 min

Ibovespa sobe mais de 2% com impulso no setor de commodities

Lucas Hirata
·3 minutos de leitura

O avanço desta segunda-feira, no entanto, não foi suficiente para levar o Ibovespa de volta ao nível de 96.999 pontos, que era registrado antes de todo o estresse relacionado ao financiamento do Renda Cidadã Apesar de uma série de incertezas que ainda pairam no cenário, o Ibovespa subiu mais de 2% nesta segunda-feira em um movimento ancorado na melhora da percepção de risco no exterior, o que impulsionou as ações ligadas a commodities. Além disso, as declarações do relator do Orçamento da PEC do pacto federativo, o senador Marcio Bittar (MDB-AC), sobre o compromisso fiscal serviram para aliviar parte das preocupações com os rumos das contas públicas, embora ainda faltem definições mais concretas para garantir uma trajetória mais positiva da bolsa. Após ajustes, o Ibovespa registrou alta de 2,21%, aos 96.089 pontos, depois de tocar 95.831 pontos na máxima do dia. O giro financeiro ficou em R$ 17 bilhões, aquém da média diária no ano, de R$ 20,5 bilhões, o que denota uma certa cautela dos investidores no mercado. O avanço desta segunda-feira, no entanto, não foi suficiente para levar o Ibovespa de volta ao nível de 96.999 pontos, que era registrado antes de todo o estresse relacionado ao financiamento do Renda Cidadã. Foi exatamente há uma semana que o governo anunciou a proposta de usar recursos de precatórios e do Fundeb para custear o programa, atraindo duras críticas de analistas e investidores. De lá para cá, muitas informações desencontradas e sinais de atrito entre aliados foram observados em Brasília. Hoje, no entanto, o relator da PEC dos Gatilhos, senador Marcio Bittar (MDB-AC), afirmou que está estudando apresentar uma nova proposta para o financiamento do Renda Brasil na quarta-feira de manhã. "Tudo precisa passar o pelo crivo de Guedes", assegurou Bittar, que na semana passada ficou incomodado com as críticas do ministro à proposta de usar os precatórios. De acordo com profissionais de mercado, os encontros de hoje demonstram apoio do governo ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que ainda é visto como pilar contra o populismo fiscal. As declarações indicam que a proposta inicial para custear o Renda Cidadã deve passar por ajustes. No entanto, os investidores ainda exigem medidas mais concretas que ajudem a retomar uma trajetória positiva na bolsa. “Saímos de um cenário muito pessimista no fim da semana passada para algo um pouco melhor. Os sinais de reaproximação servem para aliviar a tensão no mercado, mas não há nada resolvido”, explica Rodrigo Moliterno, sócio da Veedha Investimentos. Apesar desse respiro com a tensão local, foram catalisadores lá de fora que garantiram uma alta tão expressiva da bolsa. O movimento de alta no Ibovespa foi capitaneado hoje por ações ligadas a commodities, com destaque para as siderúrgicas e a Petrobras. As ações ordinárias da estatal subiram 4,90% enquanto as preferenciais avançaram 5,31% com apoio da valorização dos contratos futuros de petróleo. No pano de fundo desse movimento está o ambiente mais favorável a ativos de risco no exterior com a redução de incertezas em torno da disputa eleitoral nos Estados Unidos e as negociações sobre um novo pacote de socorro no país. Hoje, foi divulgada a informação de que o presidente americano, Donald Trump, receberá alta e deve voltar para Casa Branca depois de contrair a covid-19. Já o setor de siderurgia se beneficiou de sinais de aumento de preços do aço e oferta reduzida no mercado. A Metalúrgica Gerdau PN teve alta de 6,59% e Gerdau PN subiu 5,83% enquanto CSN ON ganhou 5,60%. Pixabay