Mercado fechará em 6 h 33 min
  • BOVESPA

    117.643,26
    +445,44 (+0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.845,83
    -200,77 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,43
    -0,33 (-0,38%)
     
  • OURO

    1.721,70
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    20.108,14
    +177,26 (+0,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    457,53
    -0,88 (-0,19%)
     
  • S&P500

    3.783,28
    -7,65 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    30.273,87
    -42,43 (-0,14%)
     
  • FTSE

    6.979,21
    -73,41 (-1,04%)
     
  • HANG SENG

    18.012,15
    -75,82 (-0,42%)
     
  • NIKKEI

    27.311,30
    +190,80 (+0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.597,00
    -26,75 (-0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1306
    -0,0056 (-0,11%)
     

Ibovespa sobe com recuperação de Petrobras e caminha para melhor mês desde 2020

B3

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa ensaiava uma melhora nesta quarta-feira, apoiado principalmente pela recuperação das ações da Petrobras, enquanto EDP Brasil avançava mais de 4% após vender uma hidrelétrica no Espírito Santo.

Às 11:47, o Ibovespa subia 0,83 %, a 111.350,81 pontos. O volume financeiro somava 7,3 bilhões de reais.

Com tal desempenho, Ibovespa acumula aumento de 7,89% em agosto, que se confirmado será o maior ganho mensal desde dezembro de 2020, em parte apoiado na recuperação do fluxo de capital externo para a bolsa paulista neste mês.

Estrategistas da XP Investimentos, no entanto, destacaram que, apesar a melhora no mercado, ainda há bastante incertezas nos cenários global, com preocupações inflacionárias e relacionadas à recessão econômica, e doméstico, com riscos políticos podendo aumentar.

Em Wall Street, nesta sessão, o S&P 500 subia 0,23%, após dados de criação de vagas de emprego no setor privado norte-americano mais fracos do que o esperado.

"Mercado exagera um dia, corrige no outro. Wall Street melhor, aqui vai junto", disse o gestor e sócio-fundador da Trígono Capital, Werner Roger.

No caso de Petrobras, ele também lembrou que nesta quarta-feira ocorre o pagamento dos dividendos da companhia e talvez quem está recebendo resolveu comprar mais.

Na véspera, o Ibovespa caiu 1,68%, a 110.430,64 pontos, com números de emprego acentuando preocupações sobre o ciclo de aumento dos juros nos Estados Unidos, enquanto Petrobras desabou na esteira do tombo do petróleo no exterior.

DESTAQUES

- EDP BRASIL ON avançava 4,51%, a 23,16 reais, após assinar contrato de venda da Usina Hidrelétrica Mascarenhas, localizada no Espírito Santo, para a britânica Victory Hill Global Sustainable Energy Opportunities por valor estimado de 1,225 bilhão de reais.

- PETROBRAS PN subia 2,37%, a 33,20 reais, recuperando-se após forte perda na véspera, apesar de mais uma sessão de recuo dos preços do petróleo no exterior. Em agosto, o papel da estatal contabiliza alta de 19,4%. No exterior, o Brent, contrato de petróleo usado como referência pela companhia, cedia 2,98%.

- VALE ON tinha acréscimo de 0,66%, a 65,4 reais, experimentando uma trégua nas vendas, após três quedas seguidas, período em que acumulou um declínio de 6,2%. Na China, o minério de ferro caiu na bolsa de Dalian, marcando sua terceira queda mensal consecutiva, após pesquisa mostrar uma contração na atividade fabril na China.

- IRB BRASIL ON cedia 0,58%, a 1,71 reais, tendo renovado mínima histórica a 1,66 reais. A resseguradora definirá na quinta-feira preço por ação de um follow-on bilionário. O IRB também fez acordo extrajudicial com os donos do Casashopping, por meio do qual receberá 100 milhões de reais.

- HAPVIDA ON perdia 2,25%, a 7,38 reais, no quarto pregão seguido de baixa, após forte valorização em agosto. A companhia divulgou na noite da véspera que três membros do conselho de administração renunciaram. No setor de saúde, QUALICORP ON tinha recuo de 2,9%.

- ESPAÇOLASER ON despencava 13,33%, a 2,08 reais, pior desempenho do Small Caps, após aprovar um aumento de capital entre 85 milhões e 225 milhões de reais por meio de subscrição privada, com preço da emissão de 1,92 real por ação.

(Por Paula Arend Laier; edição de André Romani)