Mercado abrirá em 7 h 7 min

Ibovespa sobe com Petrobras e Vale, apesar de recuo em Wall Street

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira subiu nesta quarta-feira, após quatro quedas consecutivas, impulsionado por ações de commodities, na contramão das bolsas de Nova York após núcleos de inflação dos Estados Unidos preocuparem investidores.

Vale, Petrobras e bancos alavancaram o índice, enquanto empresas ligadas ao setor de saúde, como Qualicorp, Hapvida e Rede D'Or, cederam.

O Ibovespa subiu 1,25%, a 104.396,90 pontos. O volume financeiro da sessão foi de 29,2 bilhões de reais.

Os preços ao consumidor desaceleraram em abril nos EUA para alta de 0,3%, ante 1,2% em março, mas isso não aliviou receios dos investidores quanto ao cenário de inflação e alta de juros.

Isso porque o dado veio levemente acima da projeção média de 0,2%, de pesquisa da Reuters com economistas. Analistas também mostraram preocupação com núcleos da inflação maiores do que o esperado.

Os principais índices acionários em Nova York cederam entre 1% e 3,2%, em meio a apostas de maior aperto na política monetária, que pode deteriorar a atividade econômica.

No Brasil, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) também desacelerou no mês passado, para 1,06%, ante 1,62% em março, segundo o IBGE, ainda que acima da estimativa do mercado de 1%. A taxa foi a mais alta para abril em 26% anos.

"No que diz respeito à dinâmica inflacionária, o ponto importante é que teve uma leitura qualitativa novamente ruim", disse Daniel Xavier, coordenador do departamento econômico do Banco ABC Brasil, em referência aos dados locais.

DESTAQUES

- VALE ON disparou 4,2%, após o minério de ferro saltar 5,3% em Dalian com investidores mais otimistas pela recuperação da demanda nas usinas na China. USIMINAS avançou 3,2% e foi destaque entre as siderúrgicas. O governo cortou tarifas de importação de dois tipos de vergalhões de aço. A possibilidade de isenção geral ao aço derrubou os papéis do setor na véspera.

- PETROBRAS PN ganhou 3,5% e ON cresceu 5%, à medida que petróleo Brent subiu quase 5%, com temores na oferta. Pela manhã, foi anunciada a saída de Bento Albuquerque do cargo de ministro de Minas e Energia. Adolfo Sachsida será seu substituto. PETRORIO ON escalou 5% e 3R PETROLEUM ON cresceu 2,6%.

- QUALICORP ON desabou 12,8%, quinta queda seguida e maior baixa desde fevereiro, após o lucro da empresa de planos de saúde diminuir 35,3% de janeiro a março, com recuo nas receitas e maiores provisões para inadimplência. O setor de saúde teve performance negativa, com baixa de 4,4% de SULAMERICA UNIT antes da empresa divulgar balanço financeiro, recuo de 6% de HAPVIDA ON e queda de 5,4% de REDE D'OR ON.

- GOL PN exibiu baixa de 1,7%, após controladores da companhia aérea e da colombiana Avianca anunciarem a criação de um novo grupo de aviação, Abra, que controlará ambas. A rival AZUL PN desvalorizou-se 2,1%.

- ITAÚ UNIBANCO PN apontou acréscimo de 3,3% e liderou alta entre os grandes bancos.

- TELEFÔNICA BRASIL retraiu 3,5%, após lucro líquido cair 20,4% no primeiro trimestre sobre um ano antes, pressionada por resultado financeiro. A empresa também foi multada em 121,7 milhões de reais pelo Cade, órgão antitruste do país, devido à formação de consórcio para disputa de uma licitação de serviço aos Correios em 2015.

- CVC BRASIL ON perdeu 5,5%, após prejuízo da empresa mais do que dobrar nos três meses encerrados em março, com piora nas linhas financeiras contrapondo forte aumento de receitas. Executivos da CVC disseram esperar forte desempenho da companhia no atual trimestre.

- JBS ON teve alta de 0,1% e MINERVA expandiu 0,9%, antes de divulgarem seus balanços nesta quarta.

(Por Andre Romani; edição Aluísio Alves)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos