Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.496,69
    +1.112,00 (+3,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Ibovespa sobe com exterior favorável; Embraer é destaque positivo

·3 minuto de leitura
Sede B3

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa buscava manter o sinal positivo nesta quarta-feira, acompanhando o clima mais favorável no exterior, tendo Embraer entre as maiores altas após a empresa reportar dados de entrega e pedidos firmes de aviões no segundo trimestre.

Às 10:44, o Ibovespa subia 0,29%, a 125.760,33 pontos. O volume financeiro somava 2,8 bilhões de reais.

"Investidores deixam em segundo plano as preocupações com a disseminação da variante delta do coronavírus para focar nos balanços que vêm sendo divulgados", afirmou o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa.

"Após as fortes quedas das bolsas na segunda-feira, investidores vão em busca de pechinchas, respaldados ainda pela percepção da continuidade do crescimento global e de políticas monetárias estimulantes."

No exterior, o norte-americano S&P 500 subia 0,49% e os preços do petróleo Brent avançavam 2,5%.

Na visão da equipe da CM Capital Markets, os mercados seguem o movimento de recuperação iniciado na véspera, também absorvendo as novas notícias sobre a eficácia das vacinas contra a variante delta da Covid-19.

DESTAQUES

- EMBRAER ON subia 3,4%, com dados de entregas no segundo trimestre. A empresa terminou o período com carteira de pedidos firmes de 15,9 bilhões de dólares, alta de 12% ante o primeiro trimestre, retornando a níveis pré-pandemia.

- IRB BRASIL RE ON avançava 3%, após dados mostrando lucro líquido de 7,5 milhões de reais em maio, revertendo prejuízo de 202,1 milhões de reais verificado um ano antes.

- ITAÚ UNIBANCO PN mostrava acréscimo de 1,1% e BRADESCO PN avançava 0,4%, em mais uma sessão majoritariamente positiva para bancos no Ibovespa, com BANCO INTER UNIT em destaque, em alta de 4%.

- PETROBRAS PN tinha elevação de 1,2%, favorecida pela alta dos preços do petróleo no exterior.

- VALE ON registrava variação positiva de apenas 0,3%, na esteira da forte queda dos preços dos contratos futuros do minério de ferro na China. No setor de mineração e siderurgia, CSN ON subia 0,9%.

- COGNA ON caía 1,7% e YDUQS ON perdia 0,9%, com o BTG Pactual prevendo resultados ainda fracos no setor, dada a dinâmica ainda difícil no segmento presencial, pressão de preços no ensino a distância, alavancagem operacional negativa e provisões em níveis altos

- CIELO ON perdia 2%, tendo de pano de fundo relatório de analistas do Goldman Sachs, estimando que a empresa de meios de pagamentos continuará afetada por um crescimento de volume muito mais fraco.

- RENOVA ENERGIA UNIT, que não está no Ibovespa, saltava 21,6%, após o Mubadala Investment Company, de Abu Dhabi, conquistar o direito de igualar a oferta de quaisquer outros interessados em alguns ativos da companhia, que está em recuperação judicial.

- NEOENERGIA ON, que também não faz parte do Ibovespa, avançava 2,6%, após mais do que dobrar o lucro do segundo trimestre, para 1 bilhão de reais.

- DESKTOP ON disparava 7%, em estreia na B3, após a provedora de internet por fibra óptica precificar IPO a 23,50 reais no começo da semana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos