Mercado fechará em 6 h 55 min
  • BOVESPA

    108.013,47
    +1.345,81 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.823,23
    -408,97 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,79
    -0,17 (-0,20%)
     
  • OURO

    1.839,20
    -4,00 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    42.066,21
    -0,49 (-0,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.000,34
    +5,59 (+0,56%)
     
  • S&P500

    4.532,76
    -44,35 (-0,97%)
     
  • DOW JONES

    35.028,65
    -339,82 (-0,96%)
     
  • FTSE

    7.583,55
    -6,11 (-0,08%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    15.162,75
    +129,25 (+0,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1764
    +0,0090 (+0,15%)
     

Ibovespa sobe com exterior; commodities e Embraer ajudam

·1 min de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira subiu nesta terça-feira, após duas sessões de queda, acompanhando desempenho positivo dos ativos de risco em todo o globo, na sequência de tombo na véspera por temores da Ômicron.

Papéis ligados a commodities deram suporte ao índice, além da disparada da Embraer, que subiu cerca de 16%, após sua subsidiária Eve acertar fusão que envolverá a listagem de ações na Bolsa de Valores de Nova York.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa subiu 0,35%, a 105.382,95 pontos. O volume financeiro foi de 18,9 bilhões de reais, abaixo da média recente.

(Por Andre Romani; edição Aluísio Alves)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos