Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.057,77
    +84,77 (+0,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Ibovespa sobe com ajustes e PEC no radar; Petrobras e Vale sobem

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira, endossado principalmente pelo avanço de Petrobras e Vale, em sessão de ajustes, com agentes financeiros também atentos ao noticiário sobre a PEC da Transição, que aumenta o espaço para gastos públicos em 2023.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,81%, a 113.161,28 pontos. Na máxima, chegou a 114.322,31 pontos. O volume financeiro somou 29,8 bilhões de reais, nesta véspera de feriado, contra uma média de quase 40 bilhões de reais por dia em novembro.

Na visão de Tiago Cunha, gestor de ações da Ace Capital, a bolsa teve uma sessão de ajustes e volumes mais baixos, sem ninguém querendo se comprometer muito antes de um feriado no Brasil, quando os mercados no exterior funcionarão normalmente.

Ele avaliou que sinalizações mais conservadoras envolvendo a PEC da Transição podem ter endossado o viés mais positivo, mas que ainda há muitas incertezas.

Entre elas, o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, posicionou-se contra a vigência da PEC para além de 2023. Nogueira é presidente licenciado do PP e em janeiro reassumirá uma cadeira no Senado pelo Piauí.

Para Cunha, pode dar a impressão de que o Congresso assumiria algum protagonismo, mas ainda é cedo para saber.

Também repercutiu reportagem da Bloomberg, citando fontes, de que a equipe de transição do governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva avaliará um plano para excluir do teto de gastos um montante menor do que a proposta em discussão.

No exterior, Wall Street fechou no vermelho, com investidores digerindo comentários de autoridades do Federal Reserve sobre os próximos movimentos da taxa de juros e buscando novos catalisadores após o forte rali do mercado de ações da semana passada.

DESTAQUES

- VALE ON subiu 1,23%, a 83,31 reais, mantendo o sinal positivo da última sessão, quando disparou por expectativas relacionadas ao alívio em restrições contra a Covid-19 na China. Os preços do minério de ferro voltaram a subir na Ásia nesta segunda-feira. No setor, porém, CSN ON caiu 3,11%, devolvendo parte da euforia da última sessão.

- PETROBRAS PN subiu 2,63%, a 27,7 reais, na segunda sessão seguida de alta, apesar da fraqueza dos preços do petróleo Brent. Até a última quinta-feira, porém, a ação acumulava queda de mais de 12% em novembro e uma perda de quase 32% desde a máxima intradia de 38,39 reais em 21 de outubro. PETROBRAS ON avançou 2,77%, a 31,55 reais.

- IRB BRASIL ON disparou 14,63%, a 0,94 real, em dia de ajustes após renovar mínimas históricas no último pregão, quando chegou a 0,80 real no pior momento, em reação a divulgação de prejuízo trimestral. A preocupação de analistas é que a resseguradora possa precisar de novo aumento de capital no curto prazo.

- MAGAZINE LUIZA ON fechou com elevação de 4,62%, a 3,62 reais, enquanto VIA ON subiu 4,1% e AMERICANAS ON valorizou-se 2,7%, recuperando-se após perdas fortes na sexta-feira, após a divulgação dos balanços. Mais cedo, o índice de varejo da Cielo mostrou alta de 1% nas vendas reais em outubro.

- ITAÚ UNIBANCO PN fechou com decréscimo de 0,3%, a 26,65 reais, e BRADESCO PN apurou variação positiva de 0,07%, a 15,16 reais, após uma semana pesada para o setor. BANCO DO BRASIL ON subiu 2,48%.

- MARFRIG ON perdeu 7,4%, a reais, em dia de queda no setor de proteínas. JBS ON recuou 3,09% e MINERVA ON cedeu 1,85%.

- EMBRAER ON caiu 6,1%, a 13,08 reais, mesmo após reduzir prejuízo no terceiro trimestre e elevar perspectiva de fluxo de caixa livre para o ano, além de estimar que fechará 2022 no piso da faixa de entregas de aeronaves. A Embraer obteve do BNDES linha de crédito de 2,2 bilhões de reais para produção e exportação de aviões comerciais.

- COSAN ON recuou 2,04%, a 17,73 reais, após prejuízo de 201,9 milhões de reais no terceiro trimestre, ante lucro de 3,3 bilhões de reais em igual período de 2021, em razão de efeitos extraordinários, além da queda do lucro da Raízen, parcialmente compensada por outros negócios .

(Por Paula Arend Laier)