Mercado abrirá em 8 h 43 min

Ibovespa segue otimismo do exterior e começa dezembro em alta

Por Peter Frontini
·2 minuto de leitura
.

Por Peter Frontini

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa subia na primeira sessão de dezembro, se aproximando dos níveis de antes da pandemia, com o apoio do otimismo de mercados internacionais, diante de dados econômicos fortes da China e esperanças em torno de vacinas contra Covid-19.

Às 11:34, o Ibovespa subia 1,44%, a 110.463,18 pontos. O volume financeiro da sessão era de 8,1 bilhões de reais.

Mesmo com a realização de lucros da véspera, o índice acumulou valorização de 15,9% em novembro, o melhor desempenho para o mês desde 1999 (+17,77%).

Os mercados internacionais reagiam a dados industriais da China, que mostravam recuperação acima do esperado. O PMI de indústria do Caixin/Markit subiu a 54,9, ante 53,6 em outubro. Analistas consultados pela Reuters previam recuo para 53,5.

Os investidores também se animaram com notícias relacionadas às vacinas contra Covid-19, de Pfizer, BioNTech e Moderna, que pediram autorização de uso emergencial de seus imunizantes na Europa, após submeterem pedidos semelhantes nos Estados Unidos.

Nesta terça-feira, a B3 divulgou a primeira prévia da composição do Ibovespa para janeiro a abril de 2021, com a inclusão das ações de Eneva, JHSF e Unidas Locamerica. Não houve nenhuma exclusão.

DESTAQUES

- BRADESCO PN avançava 3,2%, com o setor bancário apoiando o índice. SANTANDER BR UNT subia 4,2% e ITAÚ UNIBANCO PN ganhava 2,2%.

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON subiam 2,5% e 2%, respectivamente. PETRORIO ON saltava 5,6%.

- MULTIPLAN ON subia 4%, após o conselho de administração da companhia aprovar na segunda-feira recompra de até 7,5 milhões de ações.

- JBS ON tinha valorização de 3%, após anunciar que concluiu a compra dos ativos de margarina e maionese da Bunge no Brasil, por meio da Seara.

- ECORODOVIAS ON ganhava 8%, como maior alta da sessão, mesmo após ter se valorizado 20,4% em novembro.