Mercado fechado

Ibovespa segue exterior e sobe, mas IRB segura recuperação

Marcelle Gutierrez

A melhora do humor no exterior e aposta de nova queda de 0,50 ponto na taxa básica de juros Selic levaram o Ibovespa hoje para uma recuperação. O movimento, entretanto, foi contido pela forte desvalorização das ações do IRB Brasil, de mais de 30%.

Após ajustes, o Ibovespa fechou em alta de 1,60%, aos 107.224 pontos. Na mínima, atingiu 105.042 pontos (-0,47%) e, na máxima, alcançou 107.809 pontos (2,15%).

A recuperação da bolsa brasileira seguiu o exterior, principalmente as bolsas dos Estados Unidos, após o resultado da “Super Terça” nas primárias do Partido Democrata americano, que apontaram uma crescente chance de vitória do ex-vice-presidente Joe Biden contra o candidato considerado mais à esquerda, Bernie Sanders.

Em Nova York, o índice Dow Jones subiu 4,53%, o S&P 500 teve alta de 4,22% e o Nasdaq avançou 3,85%. Por lá, o Congresso também fechou acordo para aprovar um pacote de US$ 8 bilhões para combater o novo coronavírus.

E foram exatamente as ações de empresas com exposição ao cenário global que lideraram as altas hoje no Ibovespa. Suzano ON subiu 9,01%; Usiminas PNA, 7,00%; Klabin units, 6,06%, e Gerdau Metalúrgica PN, 5,88%.

Por aqui, dois pontos positivos seguiram direcionando a decisão dos investidores. Primeiro, o mercado aposta em corte de 0,50 ponto percentual na Selic na reunião de março, após o comunicado de ontem do Banco Central. Já o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 1,1% em 2019 contra 2018 e 0,5% no quarto trimestre. O resultado veio em linha com o esperado e “não atrapalhou”, segundo um gestor.

A queda da taxa de juros é benéfica para a bolsa brasileira, no sentido em que o investidor opta por tomar mais risco, em renda variável, para garantir maior retorno.

Silvia Zamboni/Valor

A recuperação do Ibovespa hoje foi contida, entretanto, pelas fortes perdas de IRB ON. No pior momento do dia, quando os papéis da resseguradora caíram 41,75%, na cotação mínima de R$ 16,31, IRB contribuiu negativamente com 619 pontos no Ibovespa. No fechamento, foram 473 pontos, conforme levantamento do Valor Data.

No fechamento, IRB ON caiu 31,96%, a R$ 19,05. O volume financeiro foi o maior do dia, de R$ 2,92 bilhões.