Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,79
    -0,30 (-0,33%)
     
  • OURO

    1.816,60
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    24.349,72
    -102,21 (-0,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,22 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,68 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.549,00
    -28,75 (-0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2028
    -0,1209 (-2,27%)
     

Ibovespa recua na abertura após dado de inflação mais forte nos EUA

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista abria em baixa nesta quarta-feira, contaminada pelo tom negativo dos mercados no exterior, após um dado mostrar que a inflação ao consumidor nos Estados Unidos acelerou no mês passado acima do esperado, atingindo a maior taxa anual em 40 anos e meio

A pauta brasileira, por sua vez, incluía o desempenho aquém das expectativas para as vendas no varejo em maio, que perderam força e tiveram o pior desempenho para o mês desde 2019.

Às 10:11, o Ibovespa caía 0,38 %, a 97.901,58 pontos, em sessão ainda marcada pelo vencimento dos contratos de opções sobre o índice.

(Por Paula Arend Laier; edição de André Romani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos