Mercado fechará em 2 h 8 min
  • BOVESPA

    104.400,41
    -3.334,60 (-3,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.810,15
    -209,90 (-0,40%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,35
    +0,85 (+1,03%)
     
  • OURO

    1.797,30
    +15,40 (+0,86%)
     
  • BTC-USD

    61.295,14
    -1.734,42 (-2,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.458,43
    -44,61 (-2,97%)
     
  • S&P500

    4.543,94
    -5,84 (-0,13%)
     
  • DOW JONES

    35.668,94
    +65,86 (+0,18%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.349,75
    -129,00 (-0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6308
    +0,0498 (+0,76%)
     

Ibovespa recua e fecha abaixo dos 114 mil pontos com incertezas locais e Vale

·3 minuto de leitura
Painel eletrônico com cotações do mercado financeiro.

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em queda nesta quinta-feira, em meio a persistentes incertezas no cenário brasileiro e minado pelo declínio do minério de ferro na China, que afetou ações da Vale.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 1,1%, a 113.794,28 pontos, passando a mostrar performance negativa no acumulado da semana (-0,43%). Até a véspera, subia 0,68%.

O volume financeiro somou 30,9 bilhões de reais, com o pregão também refletindo movimentações atreladas ao vencimento de opções sobre ações, na sexta-feira, que costuma ter entre as séries mais líquidas ações com relevante peso no Ibovespa.

"Investidores continuam mostrando cautela para assumir novas posições nas ações, principalmente em um cenário repleto de incertezas e falta de previsibilidade", afirmou o analista da Terra Investimentos Régis Chinchila.

Um dos focos de atenção está voltado para as discussões relacionadas aos precatórios, que permanecem sem avanços efetivos, enquanto o governo busca fonte de financiamento para o seu "Auxílio Brasil", nova versão do programa Bolsa Família.

Nesta quinta-feira, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que o Congresso vai tentar encontrar uma solução para a questão na próxima semana, mas que isso deverá ser feito dentro do teto de gastos.

Em paralelo, ruídos envolvendo os preços de combustíveis continuam, com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmando que as explicações do presidente da Petrobras sobre o tema nessa semana não foram satisfatórias.

Ainda no cenário doméstico, a comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a reforma administrativa deixou para a próxima terça-feira a votação do parecer da matéria, corroborando perspectivas mais sombrias para as reformas.

"E ainda temos uma inflação persistente e um cenário de aumento de taxa de juros que acaba tirando o fôlego da recuperação da economia brasileira, mesmo com avanço da vacinação", acrescentou Chinchila.

Em Wall Street, o índice S&P 500 teve leve baixa.

DESTAQUES

- VALE ON recuou 4,15%, na esteira de nova queda dos preços do minério de ferro na China, com os contratos futuros de referência na bolsa de Dalian fechando em baixa de 3,9%. No setor, CSN ON perdeu 6,18%.

- PETROBRAS PN caiu 0,87%, mesmo com os preços do petróleo se afastando das mínimas, com o presidente da Câmara do Deputados defendendo que a estatal divida com a população brasileira um pouco da riqueza que obtém.

- ITAÚ UNIBANCO PN teve variação negativa de 0,07%, enquanto BRADESCO PN caiu 1,28%, em dia misto para os bancos. BANCO DO BRASIL avançou 1,62%.

- HYPERA ON cedeu 2,1%, após acordo em que pagará 500 milhões de reais à Falcon para encerrar arbitragem sobre a venda do negócio de descartáveis em 2017.

- CIELO ON valorizou-se 5,44%, após atingir a mínima histórica de 2,35 reais mais cedo. No ano, o papel cai cerca de 36%, tendo de pano de fundo aumento da competição, perda de market share e erosão de margens.

- LOG-IN ON disparou 33,78%, após proposta do grupo marítimo suíço MSC para adquirir até 67% das ações da empresa de logística a 25 reais por papel. Na máxima, a ação chegou a 22,50 reais (+50,5%).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos