Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    36.029,59
    -689,63 (-1,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Ibovespa patina para manter 130 mil pontos; Embraer dispara

·2 minuto de leitura
Bolsa de valores de São Paulo

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa encontrava dificuldade para se sustentar acima dos 130 mil pontos na manhã desta quinta-feira, enquanto Embraer disparava com anúncio da fabricante de aviões de que negocia fusão da sua unidade de mobilidade aérea urbana com empresa dos Estados Unidos.

Às 11:09, o Ibovespa caía 0,06%, a 129.832,62 pontos. Na máxima, mais cedo, chegou a 130.478,34. O volume financeiro somava 5,7 bilhões de reais.

Investidores também repercutem dados de preços ao consumidor dos Estados Unidos em maio, com alta de 0,6% após avanço de 0,8% em abril, que havia sido a maior taxa desde junho de 2009. Economistas esperavam alta de 0,4%.

Na visão do estrategista-chefe do banco digital modalmais, Felipe Sichel, de fato, o CPI foi mais forte que o esperado, mas ele avaliou que o Federal Reserve continuará com a retórica de inflação transitória.

Em Wall Street, o S&P 500 subia 0,6%.

DESTAQUES

- EMBRAER ON disparava 13,12%, após anunciar que sua empresa de transporte aéreo urbano Eve iniciou discussões para uma eventual combinação de negócios com uma empresa de propósito específico de capital aberto nos EUA.

- BRASKEM PNA avançava 4,33%, ensaiando mais uma recuperação após forte queda na terça-feira, enquanto investidores continuam monitorando desdobramentos sobre a venda da participação dos controladores da petroquímica.

- ELETROBRAS PNB valorizava-se 1,76%, em meio a expectativas relacionadas à votação da medida provisória (MP) de privatização da elétrica.

- ITAÚ UNIBANCO PN subia 0,18%, afastando-se das máximas registradas mais cedo, com BRADESCO PN em alta de 0,21%.

- PETROBRAS PN mostrava elevação de 0,7%, favorecida pela alta dos preços do petróleo no mercado externo. Na véspera, a petrolífera divulgou que as vendas totais de diesel cresceram 17,1% em maio.

- VALE ON cedia 0,35%, mesmo com a alta dos futuros do minério de ferro na China, com Pequim reiterando sua meta de conter a inflação nas commodities.

- GOL PN mostrava declínio de 2,95%, após tocar máxima intradia em seis meses na véspera, enquanto AZUL PN perdia 0,94%.

- VIA VAREJO ON recuava 2,25%, também entre os destaques negativos, assim como MAGAZINE LUIZA ON, que trabalhava com declínio de 1,26%. Na contramão mais uma vez, B2W ON valorizava-se 2%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos