Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.530,89
    -13,47 (-0,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Ibovespa oscila pouco na abertura após feriado

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa tinha variações tímidas na abertura desta quarta-feira, em meio a um ambiente de acomodação de ativos de risco no exterior, enquanto, no Brasil, persiste a atenção nas negociações para aumentar o espaço para gastos públicos em 2023.

O silêncio sobre a equipe econômica do novo governo também abre espaço para especulações, adicionando desconforto aos investidores, enquanto os últimos momentos da temporada de balanços trimestrais de empresas incluem dados de Localiza, divulgados na noite de segunda-feira.

Às 10:11, o Ibovespa caía 0,16%, a 112.975,11 pontos, em sessão ainda marcada por ajustes após feriado no país na véspera.

No mesmo horário, o futuro do Ibovespa com vencimento mais curto, em 14 de dezembro, tinha queda de 1,44%, a 113.840 pontos.

Na segunda-feira, o Ibovespa à vista fechou em alta de 0,81%, a 113.161,28 pontos, mas chegou a superar os 114 mil pontos na máxima do dia, em meio a ajustes e com agentes atentos ao noticiário sobre a PEC da Transição.

(Por Paula Arend Laier)