Mercado abrirá em 2 h 10 min

Ibovespa opera em leve baixa ainda sob clima de cautela

Ana Carolina Neira

Investidores seguem atentos às notícias sobre coronavírus Ainda que haja espaço para um movimento de recuperação após a queda de quinta-feira, o Ibovespa já começou a sessão de hoje em leve baixa. Os investidores seguem atentos às notícias sobre coronavírus. O fato de que a China sofre consideravelmente com a doença segue como uma das principais causas para a volatilidade e a cautela. Nesta sexta-feira, a China divulgou outros 5.090 novos casos da doença e 121 novas mortes foram confirmadas no continente.

Perto das 11 horas, o Ibovespa cedia 0,25%, aos 115.370 pontos. No mesmo horário, o giro financeiro somava R$ 1,5 bilhão, considerado fraco e mostrando que o estresse diminuiu em relação ao dia anterior.

Em relatório, o Santander avalia que o atual cenário envolvendo o coronavírus demonstra recuperação gradual após um ano difícil marcado pela guerra comercial, penalizando ativos globais. "No entanto, o mundo terá que lidar com os impactos de uma crise de saúde global que, na melhor das hipóteses, terá um efeito temporário, ainda que severo, na economia chinesa", escrevem os analistas do banco espanhol.

Ontem, a Organização Mundial de Saúde (OMS) disse que a mudança de metodologia na confirmação de casos do coronavírus (Covid-19) não "representa uma mudança significativa na trajetória" da doença.

A maior queda do Ibovespa era Usiminas PNA (-2,90%). A companhia informou um lucro líquido R$ 268 milhões no quarto trimestre de 2019, queda de 33% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. A receita líquida subiu 13%, para R$ 3,87 bilhões, puxada pelos maiores volumes e preços de minério e os reajustes do aço.