Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.909,03
    -129,08 (-0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.867,15
    +618,13 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,76
    -0,16 (-0,25%)
     
  • OURO

    1.835,30
    -2,30 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    56.112,62
    -2.181,83 (-3,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,78
    -80,52 (-5,16%)
     
  • S&P500

    4.188,43
    -44,17 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    34.742,82
    -34,94 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.123,68
    -6,03 (-0,08%)
     
  • HANG SENG

    28.595,66
    -14,99 (-0,05%)
     
  • NIKKEI

    29.096,07
    -422,27 (-1,43%)
     
  • NASDAQ

    13.320,75
    -36,00 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3591
    +0,0189 (+0,30%)
     

Ibovespa mostra indefinição, mas segue ao redor de 121 mil pontos; Vale recua

Paula Arend Laier
·3 minuto de leitura

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa mostrava certa indefinição nesta terça-feira, com Vale entre as maiores pressões de baixa após dados operacionais do primeiro trimestre, enquanto Carrefour Brasil figurava entre os destaques positivo após divulgar vendas trimestrais.

Às 11:29, o Ibovespa caía 0,04 %, a 120.879,92 pontos. Na máxima até o momento, chegou a 121.353,82 pontos. No pior momento, bateu 120.350,19 pontos. O volume financeiro somava 8 bilhões de reais.

O feriado no Brasil na quarta-feira corrobora alguma cautela nesta sessão, uma vez que a bolsa paulista estará fechada enquanto os mercados no exterior funcionarão.

Investidores também repercutem a aprovação pelo Congresso Nacional de projeto de lei que altera a LDO e traz ajustes, com o aval do governo, para permitir a controversa sanção do Orçamento deste ano.

O BTG Pactual avalia que o cenário continua incerto e que, em uma eventual pausa nos ganhos em mercados no exterior, o Ibovespa pode passar por uma pequena realização de lucros ou acumulação na faixa dos 121 mil pontos.

Em comentários a clientes da área de gestão de recursos, a equipe do banco pontuou também que os comprados foram os vencedores do vencimento de opções sobre ações na véspera e deixaram o mercado muito comprado nos próximos dias.

Wall Street abriu em baixa, com investidores à espera de resultados da Netflix e outras grandes empresas de tecnologia que serão divulgados esta semana.

DESTAQUES

- VALE ON cedia 1,12%, após alta de 14,2% na produção de minério de ferro no primeiro trimestre, enquanto as vendas subiram quase 15%. A mineradora também registrou um prêmio de mais de 8 dólares por tonelada pelo produto. O analista Daniel Sasson, do Itaú BBA, disse que as vendas vieram um pouco abaixo do que estimava, mas que o prêmio veio um pouco melhor.

- CARREFOUR BRASIL ON subia 3,38%, tendo de pano de fundo alta de 14,2% nas vendas brutas consolidadas no primeiro trimestre, incluindo combustíveis, com impulso de sua unidade de atacarejo. No geral, analistas do Bradesco BBI consideraram que este é mais um trimestre de crescimento sólido do Carrefour Brasil. O rival GPA ON avançava 5,52%.

- LOJAS RENNER ON perdia 3,1%, ainda em meio a ajustes após anunciar na véspera oferta primária de ações, que deve precificar em 29 de abril e pode movimentar até 6,5 bilhões de reais. Na sexta-feira, as ações dispararam em meio a especulações de uma oferta de ações, e a companhia confirmou durante o pregão que avaliava um follow-on.

- PETROBRAS PN caía 0,78%, com alguma realização de lucros após fechar em alta de quase 6% na véspera, quando o novo presidente-executivo da companhia tomou posse e, na visão de analistas, adotou um discurso amigável para com acionistas. No exterior, os preços do petróleo tinham variações limitadas.

- ITAÚ UNIBANCO PN oscilava ao redor da estabilidade. BRADESCO PN tinha variação negativa de 0,08%. O destaque era BANCO DO BRASIL ON, em alta de 2,63%.