Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,61 (-0,70%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    34.977,47
    -1.739,30 (-4,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Ibovespa marca 5° sessão seguida, para maior patamar desde outubro, com vacina e PEC

·1 min de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa marcou sua quinta alta consecutiva, para o maior nível de fechamento desde o fim de outubro, diante de notícia positiva de vacina relacionada à variante Ômicron e da promulgação de trechos da PEC dos Precatórios.

O mercado aguarda agora a decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) para a Selic. Economistas ouvidos pela Reuters projetam alta de 1,5 ponto percentual na taxa básica de juros, para 9,25% ao ano.

A WEG foi a maior contribuição positiva para o índice, enquanto o Magazine Luiza ficou na ponta oposta, após vendas no varejo no país em outubro virem abaixo do esperado.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa subiu 0,44%, a 108.031,56 pontos, o maior nível de fechamento desde 25 de outubro. O volume financeiro foi 25,7 de bilhões de reais.

(Por Andre Romani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos