Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.471,92
    +579,92 (+0,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.723,43
    -192,77 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,47
    -0,54 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.790,20
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    23.295,99
    +116,32 (+0,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    533,20
    -2,02 (-0,38%)
     
  • S&P500

    4.145,19
    -6,75 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    32.803,47
    +76,67 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.439,74
    -8,32 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.201,94
    +27,94 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.175,87
    +243,67 (+0,87%)
     
  • NASDAQ

    13.200,25
    -28,50 (-0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2565
    -0,0840 (-1,57%)
     

Ibovespa hesita na abertura com dados de emprego nos EUA e balanços no radar

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa hesitava nos primeiros negócios desta sexta-feira, após três altas seguidas, com investidores analisando também dados mais fortes do que o esperado do mercado de trabalho dos Estados Unidos.

Da temporada de balanços no Brasil, agentes financeiros analisam os números de Bradesco e Lojas Renner, entre muitos outros.

Às 10:06, o Ibovespa subia 0,33 %, a 106.246,6 pontos.

Na véspera, o Ibovespa subiu 2,04%, a 105.892,22 pontos, chegando a superar 106 mil pontos no melhor momento da sessão, com apostas de que o Copom pode ter encerrado ou finalizará em breve o ciclo de alta de juros no país.

(Por Paula Arend Laier)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos