Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.643,91
    +765,38 (+0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.946,46
    +271,63 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,52
    +0,24 (+0,53%)
     
  • OURO

    1.844,90
    +14,70 (+0,80%)
     
  • BTC-USD

    19.371,57
    +422,67 (+2,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,55
    +6,14 (+1,64%)
     
  • S&P500

    3.666,72
    -2,29 (-0,06%)
     
  • DOW JONES

    29.969,52
    +85,73 (+0,29%)
     
  • FTSE

    6.490,27
    +26,88 (+0,42%)
     
  • HANG SENG

    26.728,50
    +195,92 (+0,74%)
     
  • NIKKEI

    26.809,37
    +8,39 (+0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.450,25
    -4,00 (-0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2646
    -0,0552 (-0,87%)
     

Ibovespa futuro tem alta discreta com atenções voltadas para EUA

Por Paula Arend Laier
·1 minuto de leitura

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa futuro tinha leve alta na manhã desta quinta-feira, em meio a um cenário misto no exterior, com alta de commodities, mas fraqueza de futuros acionários norte-americanos, enquanto segue o impasse sobre mais estímulos nos Estados Unidos.

Por volta de 09:20, o contrato do Ibovespa com vencimento em 16 de dezembro subia 0,09%, a 100.790 pontos.

Nos EUA, as negociações sobre um novo projeto de lei de auxílio à crise do coronavírus sofreram um revés na quarta-feira, quando o presidente Donald Trump acusou os democratas de não estarem dispostos a fazer um acordo aceitável.

Agentes financeiros também aguardam com cautela dados sobre os pedidos semanais de auxílio-desemprego.

Entre as commodities, os futuros do minério de ferro na China fecharam em alta, estendendo os ganhos pelo segundo dia, enquanto as bobinas laminadas a quente subiram pela quarta sessão consecutiva.

Também os preços do petróleo buscavam uma recuperação nesta sessão, com Brent em alta de 0,5%.