Mercado fechará em 4 h 28 min
  • BOVESPA

    108.350,34
    +971,42 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.267,20
    +362,14 (+0,86%)
     
  • PETROLEO CRU

    43,85
    +0,79 (+1,83%)
     
  • OURO

    1.802,90
    -34,90 (-1,90%)
     
  • BTC-USD

    19.186,43
    +734,46 (+3,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,40
    +9,65 (+2,61%)
     
  • S&P500

    3.603,03
    +25,44 (+0,71%)
     
  • DOW JONES

    29.894,23
    +302,96 (+1,02%)
     
  • FTSE

    6.413,46
    +79,62 (+1,26%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    11.957,00
    +51,75 (+0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3797
    -0,0606 (-0,94%)
     

Ibovespa futuro recua com preocupações sobre aumento de Covid-19 no mundo

Por Paula Arend Laier
·1 minuto de leitura

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa futuro recuava nos primeiros negócios desta quarta-feira, contaminado pelo viés negativo nos mercados no exterior, em meio a preocupações crescentes com o aumento de casos de Covid-19 no mundo, bem como a proximidade das eleições nos Estados Unidos.

No Brasil, resultados corporativos também devem ocupar as atenções, com empresas como Cielo, Localiza e Telefônica Brasil, que apresentaram seus números após o fechamento da bolsa na terça-feira, e Gerdau, que divulgou desempenho trimestral nesta manhã.

Por volta de 09:30, o contrato do Ibovespa com vencimento em 16 de dezembro recuava 1,24%, a 97.625 pontos.

Investidores no Brasil também adotam alguma cautela antes da decisão de juros do Banco Central. A expectativa é de que a taxa Selic permaneça no piso histórico de 2% ao ano, com as atenções no mercado voltadas particularmente para os comentários relacionados à inflação e cena fiscal no comunicado.

"A alta da inflação e riscos fiscais podem levar o Copom a apresentar tom mais cauteloso no comunicado", observou na véspera o analista Régis Chinchila, da Terra Investimentos.

Para o final do dia, também estão previstos balanços de empresas com peso relevante no Ibovespa, como Bradesco, Vale e Petrobras.

Nos Estados Unidos, os futuros acionários recuavam, uma vez que o crescimento dos casos de coronavírus globalmente provocava temores de que lockdowns prejudiquem a recuperação econômica, enquanto preocupações com a eleição presidencial norte-americana também pesavam.

Entre as commodities, o petróleo recuava após uma elevação de estoques e com o aumento nos casos de coronavírus nos EUA e na Europa, que geraram temores de um excesso de oferta e uma demanda mais fraca por combustíveis.