Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.060,09
    +97,46 (+0,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Ibovespa flerta com alta endossado por B3 e Petrobras

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa flertava com o território positivo nesta quinta-feira, reagindo após uma abertura mais negativa, com ações de varejistas entre como Magazine Luiza entre os destaques de alta, assim como B3 e Petrobras ofereciam um relevante suporte.

Às 14:33, o Ibovespa subia 0,09%, a 117.038,28 pontos. O volume financeiro somava 21,2 bilhões de reais.

Mais cedo, na mínima, o Ibovespa chegou a 114.485,13 pontos (-2,09%), pressionado por ajustes ao movimento de ADRs na véspera, quando foi feriado no Brasil e Wall Street teve um fechamento negativo após sinais do Federal Reserve.

Magazine Luiza ON disparava 7,24%, assim como figuravam entre as maiores altas Americanas ON, com acréscimo de 5,35% e Via ON, em alta de 3,16%.

Papéis de varejo assim como de empresas de consumo têm encontrado suporte em perspectivas relacionadas ao retorno de Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto, em particular potenciais políticas para melhorar a renda da população.

Petrobras PN, por sua vez, subia 0,94%, no segundo pregão no azul, embora com volatilidade, após tombo relevante nos últimos dez dias de outubro, incluindo uma queda de 8,5% na última segunda-feira, após o resultado da eleição.

B3 ON avançava 2,18%, tendo de pano de fundo relatório do Itaú BBA reiterando 'outperform' para a ação, que veem como a 'large-cap' favorita para capturar um melhor humor dos mercados e prêmios de risco reduzidos.

Banco do Brasil ON, que também teve uma reação inicial negativa à vitória de Lula, subia 2,11%, em dia misto para os bancos, com Itaú Unibanco PN cedendo 0,72% e Bradesco PN recuando 1,22%.

Como contrapeso, Vale ON caía 2,83%, mesmo com a alta dos preços do minério de ferro na Ásia. Analistas do Morgan Stanley reiteraram recomendação 'equalweight' para os papéis, enquanto cortaram previsões de Ebitda da mineradora.

Dados conhecidos nesta quinta-feira mostraram que investidores estrangeiros compraram mais do que venderam ações brasileiras na segunda-feira, após a vitória de Lula sobre Jair Bolsonaro (PL), mostraram dados da B3 nesta quinta-feira.

Em 31 de outubro, o saldo de capital externo no mercado secundário de ações ficou positivo em 1,9 bilhão de reais, encerrando o mês com um superávit de 14 bilhões, que, no ano, alcança 84,1 bilhões de reais.

(Por Paula Arend Laier)