Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.375,25
    -1.185,58 (-1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.728,87
    -597,81 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,20
    +4,75 (+5,37%)
     
  • OURO

    1.701,80
    -19,00 (-1,10%)
     
  • BTC-USD

    19.616,82
    -348,49 (-1,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,50
    -9,53 (-2,09%)
     
  • S&P500

    3.639,66
    -104,86 (-2,80%)
     
  • DOW JONES

    29.296,79
    -630,15 (-2,11%)
     
  • FTSE

    6.991,09
    -6,18 (-0,09%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.096,25
    -445,50 (-3,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0768
    -0,0367 (-0,72%)
     

Ibovespa fecha no azul, mas piora em Wall St pesa

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em alta nesta sexta-feira, com B3 e Weg entre os principais suportes, mas distante das máximas da sessão em meio à piora de Wall Street, enquanto IRB Brasil desabou após precificar oferta de ações a 1 real por papel.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,26%, a 110.694,15 pontos, de acordo com dados preliminares. O volume financeiro somava 24,6 bilhões de reais. Na semana, o Ibovespa acumulou uma queda de 1,43%.

No melhor momento do dia, o Ibovespa chegou a 112.264,17 pontos. Mas as bolsas norte-americanas passaram a trabalhar no vermelho, em meio a dados desiguais sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos, enfraquecendo o pregão paulista.

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

(Por Paula Arend Laier; Edição de André Romani)