Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,38 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,17 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    -0,18 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.788,10
    -23,10 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    17.830,21
    +231,96 (+1,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,90 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,23 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,40 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.257,50
    +105,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

Ibovespa fecha em queda pelo 3º pregão; Santander Brasil recua após balanço

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa teve nesta terça-feira o terceiro declínio seguido, após ter chegado a superar os 102 mil pontos durante um pregão na semana passada, com receios sobre o aumento de casos de Covid-19 no exterior ditando movimentos de realização de lucros.

Investidores também acompanham a temporada de resultados do terceiro trimestre, com Santander Brasil entre os destaques da sessão, com a pauta dos próximos dias reservando números de empresas relevantes e com expressivo peso no Ibovespa, entre elas Bradesco, Vale, Petrobras e Ambev.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 1,43%, a 99.567,65 pontos, de acordo com dados preliminares. Na máxima, mais cedo, chegou a 101.660,37 pontos. O volume financeiro somava 21,6 bilhões.

(Por Paula Arend Laier)