Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.953,63
    -963,27 (-2,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Ibovespa fecha em queda forte com exterior em foco e reverte alta em outubro

·1 minuto de leitura
.

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em queda de quase 3% nesta sexta-feira, revertendo a recuperação apurada nas primeiras semanas de outubro, com agentes financeiros preferindo reduzir posições antes de um fim de semana prolongado no Brasil e das eleições nos EUA, em um contexto de avanço do Covid-19.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 2,91%, a 93.771,60 pontos, segundo dados preliminares, acumulando perda de 7,4% na semana, o que fez com que a performance no mês ficasse negativa, em 0,88%. Até a sexta-feira anterior, o Ibovespa subia 7% em outubro.

O volume financeiro nesta sexta-feira somava 27 bilhões de reais.

A temporada de resultados também seguiu no radar, com balanços e teleconferências de empresas como B2W e Suzano.

Nos Estados Unidos, o tom negativo também prevaleceu em Wall Street, com destaque para a queda das ações de empresas de tecnologia com Apple e Facebook , além de um aumento recorde nos casos de coronavírus e nervosismo antes da eleição presidencial norte-americana no próximo dia 3.

(Por Paula Arend Laier)