Mercado fechado

Ibovespa fecha em baixa de 0,45%, aos 92.376 pontos, após ajustes

Marcelle Gutierrez

Em sessão volátil, o Ibovespa foi da mínima dos 90.148 pontos (-2,85%) à máxima dos 93.112 pontos (0,34%) nesta segunda-feira. Pela manhã, a pressão veio com os temores de uma segunda onda de contágio da covid-19 e, no Brasil, com a saída do secretário do Tesouro, Mansueto Almeida. Já ao longo do pregão, certo alívio surgiu do anúncio do Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) de compra de títulos corporativos para dar liquidez ao mercado financeiro e do anúncio do substituto de Mansueto, o economista Bruno Funchal.

Após ajustes, o Ibovespa fechou em queda de 0,45%, aos 92.376 pontos.

O temor de uma segunda onda de contágio da covid-19 surgiu com novos casos em países que realizam a reabertura de suas atividades econômicas, como Estados Unidos e a própria China. Em Pequim, por exemplo, um mercado atacadista foi fechado e o turismo proibido na região no último fim de semana.

Essa nova onda pode afetar a recuperação da economia, que já começava a ser precificada pelo mercado como em “V”, ou seja, com retomada tão rápida quanto a queda.

O anúncio do Fed no meio da tarde, entretanto, trouxe alívio, já que significa mais liquidez no mercado financeiro. A autoridade monetária americana anunciou uma mudança no seu programa de crédito corporativo, incluindo agora a compra de títulos corporativos individuais, ao invés de incluir apenas fundos negociados em bolsa (ETFs).

Por aqui, a confirmação do economista Bruno Funchal como secretário do Tesouro Nacional, em substituição a Mansueto Almeida, também tirou um pouco da pressão.

Matheus Soares, analista da Rico Investimento, explica que a saída de Mansueto não chegou a ser uma novidade, já que ele havia manifestado essa possibilidade há algum tempo, mas afetou ainda mais o humor do mercado, já que ele tem um viés liberal e vinha fazendo um excelente trabalho de consolidação fiscal. “Mas já foi anunciado o nome do novo secretário do Tesouro e o mercado parece ter gostado da nomeação do Bruno Funchal como seu substituto, entendendo que com ele haverá uma continuidade do que vinha sendo feito pelo Mansueto”, comentou.

Um gestor de um grande banco de investimento, que prefere não ser identificado, comentou que é normal a mudança no Tesouro gerar um pouco de estresse, mas que Funchal parece ter uma boa carreira, com perfil técnico, e foi indicado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, logo “o mercado confia”. Se ele será um substituto à altura de Mansueto, só o tempo mostrará, comentou o profissional.

Outro motivo que ajudou a amenizar as perdas do Ibovespa foi a virada dos preços do petróleo para o positivo, resultando em um fechamento também no azul das ações da Petrobras.

O contrato para agosto do Brent, preço de referência para Petrobras, chegou a cair 1,42% nesta sessão, mas fechou em alta de 2,35%, a US$ 39,72 o barril. Petrobras ON fechou com ganhos de 0,38%, a R$ 21,32, e a PN em alta de 0,49%, a R$ 20,70. Durante o pregão, os papéis chegaram a cair 5,37% e 5,14%, respectivamente, nas cotações mínimas do dia de R$ 20,10 e R$ 19,54.

O destaque de alta, contudo, foi Cielo ON, com avanço de 14,01%, a R$ 4,80, após parceria com o Whatsapp para fornecer no Brasil um serviço de pagamento e transferência de dinheiro pelo aplicativo de mensagens.

O volume financeiro negociado no Ibovespa totalizou R$ 24,5 bilhões, um pouco abaixo da média diária de junho, de R$ 25,4 bilhões, e acima da média diária de 2020, de R$ 20,4 bilhões.