Mercado fechará em 2 h 14 min
  • BOVESPA

    111.798,10
    +2.080,16 (+1,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.559,26
    +98,71 (+0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    92,22
    -2,12 (-2,25%)
     
  • OURO

    1.815,60
    +8,40 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    24.030,04
    -375,96 (-1,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    570,84
    -0,44 (-0,08%)
     
  • S&P500

    4.254,97
    +47,70 (+1,13%)
     
  • DOW JONES

    33.622,06
    +285,39 (+0,86%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.504,50
    +193,25 (+1,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2079
    -0,1158 (-2,18%)
     

Ibovespa fecha em alta, mas distante da máxima com piora de NY

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira pelo segundo pregão seguido, apoiado particularmente no avanço de Petrobras, mas distante da máxima da sessão diante do enfraquecimento das bolsas norte-americanas.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,48%, a 97.010,53 pontos, de acordo com dados preliminares. Mais cedo, no melhor momento, chegou a 98.291,10 pontos (+1,8%).

O volume financeiro somava 16 bilhões de reais, contra média diária do mês de 22,9 bilhões de reais e do ano de 29,6 bilhões de reais.

(Por Paula Arend Laier; edição de André Romani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos