Mercado abrirá em 5 h 53 min

Ibovespa fecha em alta de 0,26% a 117.632,398 pontos

Rafael Lara
Ibovespa fecha em alta de 0,26% a 117.632,398 pontos

O Ibovespa fechou, nesta terça-feira (14), em alta. O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (B3) teve alta de 0,26% a 117.632,398 pontos.

O Ibovespa registrou alta devido a vários fatores. Entre as notícias do dia, a Petrobras demitirá 396 funcionários de fábrica que será desativada no Paraná.

Além disso, contribuíram para o resultado desta terça:

  • Azul acerta compra de aérea regional TwoFlex por R$ 123 milhões;
  • GPA fará mudanças administrativas para ganhos de sinergia na América Latina;

Petrobras

A Petrobras (PETR3;PETR4) decidiu que irá desativar a fábrica de fertilizantes de sua subsidiária Araucária Nitrogenados (ANSA), localizada no Paraná. O processo de hibernação da unidade irá resultar na demissão de 396 colaboradores. As informações foram divulgadas pela estatal por meio de um fato relevante nesta terça-feira (14).

Saiba mais: Petrobras demitirá 396 funcionários de fábrica que será desativada no PR

A decisão foi tomada depois da Petrobras tentar vender o ativo e não conseguir. A unidade tem apresentado prejuízos desde que foi adquirida, no ano de 2013.

A fábrica de fertilizantes gerou um prejuízo de cerca de R$ 250 milhões entre janeiro e setembro do ano passado. As previsões para este ano estimavam que o resultado poderia superar R$ 400 milhões negativos.

“No contexto atual de mercado, a matéria-prima utilizada na fábrica (resíduo asfáltico) está mais cara do que seus produtos finais (amônia e ureia)”, informou a Petrobras.

Azul

A companhia aérea Azul (AZUL4) anunciou, nesta terça-feira (14), a compra da aérea regional Twoflex por R$ 123 milhões.

Saiba mais: Azul acerta compra de aérea regional TwoFlex por R$ 123 milhões

A TwoFlex detém os direitos de partida e de pouso, que são chamados de "slots", no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Com a aquisição, a Azul poderá ampliar sua presença no aeroporto doméstico, e só aguarda a aprovação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

GPA

O Grupo Pão de Açúcar (PCAR4) comunicou que fará mudanças administrativas para acelerar os processos e ganhos de sinergia na América Latina. A informação foi divulgada pelo GPA, nesta terça-feira (14), por meio de um comunicado ao mercado.

Saiba mais: GPA fará mudanças administrativas para ganhos de sinergia na América Latina

De acordo com o comunicado, o atual CEO do GPA, Peter Paul Estermann, continuará no cargo, no entanto, será responsável também pelas operações do grupo em toda a América Latina. O foco de atuação do executivo será a integração das operações na região e realização de sinergias, além da aceleração do processo de transformação digital.

Além disso, Jorge Faiçal, atual responsável pelas áreas comercial e digital do Multivarejo, se tornará responsável por todo o segmento. Faiçal deverá fortalecer a performance operacional, acelerar a transformação digital e promover a revisão e ajuste do portfólio com foco na lucratividade.

Última cotação do Ibovespa

No encerramento do pregão da última segunda-feira (13), o Ibovespa fechou em alta de 1,58% alcançando 117.325,28 pontos.