Mercado fechado

Ibovespa fecha com queda discreta após renovar recorde intradia

Paula Arend Laier
·1 minuto de leitura
Vista externa da bolsa de valores de São Paulo

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou o último pregão do ano com uma queda discreta, após superar os 120 mil pontos pela primeira vez no melhor momento, e assegurou um desempenho positivo em 2020, após o estrago desencadeado pela pandemia de Covid-19.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa encerrou com recuo de 0,15%, a 119.225,23 pontos, nesta quarta-feira, segundo dados preliminares, tendo alcançado 120.149,85 pontos na máxima da sessão.

O volume financeiro somava 21 bilhões de reais.

Na semana, o Ibovespa subiu 1,2%, acumulando elevação de 9,49% no mês e terminando 2020 com alta de 3,1%, no quinto ano seguido de valorização, série que se iguala à sequência de 2003 a 2007, também de acordo com fechamento preliminar.

A última sessão do desafiador 2020 começou com viés mais positivo, na esteira de noticiário promissor sobre vacinas contra a Covid-19, incluindo aprovação pelo Reino Unido do imunizante produzido por Universidade de Oxford e AstraZeneca.

As ações brasileiras, contudo, perderam o fôlego e o Ibovespa chegou a trabalhar abaixo de 119 mil pontos, após mal-entendido envolvendo decisão de ministro do STF de manter em vigor trechos de lei que prevê medidas sanitárias de combate à pandemia,

Ajustes finais de posição e movimentos de realização de lucros também ajudaram a tirar o Ibovespa das máximas e atrapalhando a chance de um novo recorde também para o fechamento, que segue o de janeiro, de 119.527,63 pontos.