Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.123,85
    -3.459,16 (-3,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.925,52
    -673,01 (-1,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,44
    -0,85 (-1,13%)
     
  • OURO

    1.736,30
    -1,20 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    41.677,13
    -904,65 (-2,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.029,17
    -27,97 (-2,65%)
     
  • S&P500

    4.352,63
    -90,48 (-2,04%)
     
  • DOW JONES

    34.299,99
    -569,38 (-1,63%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.214,29
    -286,10 (-1,17%)
     
  • NIKKEI

    29.458,78
    -725,18 (-2,40%)
     
  • NASDAQ

    14.817,00
    +52,25 (+0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3432
    +0,0006 (+0,01%)
     

Ibovespa ensaia melhora com bancos entre principais suportes antes de ata do Fed

·1 minuto de leitura
Bolsa de valores de São Paulo

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista ensaiava recuperação nesta quarta-feira, após o Ibovespa recuar mais de 1% nas primeiras horas da sessão, marcada pelos vencimentos de opções sobre o índice e do seu contrato futuro com prazo mais curto.

Investidores aguardam a ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve, em busca de sinais sobre os próximos passos do banco central dos Estados Unidos, prevista para as 15h (horário de Brasília).

Às 14:51, o Ibovespa subia 0,42%, a 118.404,28 pontos. No pior momento, mais cedo, chegou a 116.488,72 pontos (-1,2%), acumulando na semana perda de quase 4%.

O volume financeiro somava 23,4 bilhões de reais.

A reação era generalizada, mas bancos figuravam entre as principais contribuições positivas, com Itaú Unibanco PN subindo 2,2% e Bradesco PNSA> avançando 1,2%. BANCO DO BRASIL ON ajudava, em alta de 2,25%.

Também chamavam a atenção o ganho de 6,2% da Embraer, após queda nos dois pregões anteriores, e o avanço de 6,25% de Braskem, endossado pelo BTG Pactual, que reiterou recomendação de compra, com preço-alvo de 71 reais.

Vale ON continuava entre os destaques de baixa, com recuo de 2,3%, seguindo o movimento negativo dos preços do minério de ferro na China.

(Por Paula Arend Laier)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos