Mercado fechará em 56 mins
  • BOVESPA

    111.237,03
    -836,52 (-0,75%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.391,94
    -626,97 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,38
    -0,03 (-0,04%)
     
  • OURO

    1.926,80
    -16,00 (-0,82%)
     
  • BTC-USD

    23.895,19
    +886,36 (+3,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    545,86
    +0,54 (+0,10%)
     
  • S&P500

    4.184,09
    +64,88 (+1,58%)
     
  • DOW JONES

    34.025,81
    -67,15 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.820,16
    +59,05 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    21.958,36
    -113,82 (-0,52%)
     
  • NIKKEI

    27.402,05
    +55,17 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    12.824,75
    +410,50 (+3,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4613
    -0,0931 (-1,68%)
     

Ibovespa ensaia acomodação mas apreensão com novo governo persiste

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista esboçava uma tentativa de estabilização nos primeiros negócios desta quarta-feira, após queda nos dois pregões anteriores, embora persistam preocupações com as sinalizações do novo governo brasileiro.

Às 10:02, o Ibovespa subia 0,04%, a 104.211,77 pontos.

No mesmo horário, o contrato futuro do Ibovespa com vencimento mais curto, para 15 de fevereiro, avançava 0,93%, a 105.980 pontos.

(Por Paula Arend Laier)