Mercado fechado

Ibovespa encerra em queda de 0,87%, a 115.662,40 pontos

Giovanna Almeida
Ibovespa encerra em queda de 0,87%, a 115.662,40 pontos

O Ibovespa encerrou nesta quinta-feira (13) em queda de 0,87%, a 115.662,40 pontos.

As ações da Suzano (SUZB3) estiveram entre as maiores altas do dia do Ibovespa após a divulgação do balanço de resultados do quarto trimestre. Ademais, as seguintes notícias movimentaram o mercado:

  • Banco do Brasil (BBSA3) registra lucro líquido de R$ 5,6 bilhões no 4T19;
  • Banco Central enxerga avanço gradual na economia brasileira;
  • Mercado de câmbio: Banco Central anuncia intervenção após máxima do dólar.

Resultados do Banco do Brasil

O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 5,6 bilhões no quarto trimestre de 2019. Esse valor é equivalente ao aumento de 49,7%, em comparação de mesmo período no ano de 2018. Em relação ao trimestre anterior, alta de 33,8%, quando havia registrado lucro de R$ 4,2 bilhões.

Saiba mais: Banco do Brasil registra lucro líquido de R$ 5,6 bilhões no 4T19

Por sua vez, o lucro líquido ajustado do Banco do Brasil ficou em R$ 4,6 bilhões, em comparação com o quarto trimestre de 2018, esse valor é correspondente a uma alta de 20,3%. No ano de 2019, o lucro total foi de R$ 17,8 bilhões, avanço de 32,1%.

A margem financeira avançou para R$ 14 bilhões, crescimento de 11,6% na comparação anual. As despesas com provisões para créditos de liquidação duvidosa atingiram R$ 2,9 bilhões.

Queda no lucro da Suzano

A Suzano registrou lucro líquido de R$1,17 bilhão no quarto trimestre de 2019, com queda de 61% na comparação anual.

Saiba mais: Suzano registra lucro líquido de R$ 1,17 bilhão no 4T19

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Suzano foi de R$ 2,465 bilhões no período. Quando comparado ao mesmo período do ano anterior, houve redução de 31%. Entretanto, os analistas consultados pela "Refinitiv" previam um resultado semelhante, de R$ 2,439 bilhões.

O custo caixa de produção de celulose da companhia entre outubro e dezembro foi de R$ 631 por tonelada, excluindo efeito de parada de manutenção de fábrica.

Avanço da economia brasileira

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que a instituição está enxergando um avanço gradual da economia do Brasil.

Saiba mais: Banco Central enxerga avanço gradual na economia brasileira

Campo Neto disse que o canal do crédito está saudável e que o varejo e os serviços apresentam uma pequena melhora. Entretanto, o presidente do BC disse que a indústria está passando por um momento mais difícil.

“Falamos desde o começo que o crescimento seria mais gradual. É como se tivesse duas turbinas, com a pública diminuindo e a privada compensando”, disse o presidente do BC, destacando que a autarquia trabalha com um crescimento próximo de 2%.

Dólar volta a cair após intervenção do BC

Após o dólar atingir uma nova máxima durante um pregão na manhã desta quinta, o Banco Central (BC) anunciou uma intervenção no mercado de câmbio.

A operação ocorreu por meio da oferta de 20 mil contratos de swap cambial. A venda chegou a US$ 1 bilhão. Com isso, a autoridade monetária aumentou a oferta da moeda. Além disso, o banco também ofertou 13 mil contratos com rolagem em abril. No entanto, somente 10,5 mil foram adquiridos no pregão.

Assim, a moeda norte-americana voltou a cair e encerrou em baixa de 0,345%, negociada a R$ 4,3356 na venda.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, quarta-feira, o Ibovespa encerrou em alta de 1,13%, a 116.674,13 pontos.