Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.426,00
    -522,45 (-0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.831,95
    -213,15 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.861,20
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    54.629,12
    +665,88 (+1,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.402,14
    -65,80 (-4,48%)
     
  • S&P500

    4.704,54
    +15,87 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.870,95
    -60,10 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.255,96
    -35,24 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    25.319,72
    -330,36 (-1,29%)
     
  • NIKKEI

    29.683,09
    +84,43 (+0,29%)
     
  • NASDAQ

    16.494,75
    +13,50 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3313
    +0,0125 (+0,20%)
     

Ibovespa começa novembro em alta após quatro meses de queda

·3 min de leitura
Sede B3

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista abria novembro com viés positivo, após o Ibovespa engatar quatro meses seguidos de quedas, embora incertezas internas devem continuar adicionando volatilidade aos negócios.

Às 11:10, o Ibovespa subia 1,62%, a 105.181,65 pontos. O volume financeiro somava 5,3 bilhões de reais.

O Ibovespa caiu mais de 2% na sexta-feira, engatando nova perda semanal e a quarta perda mensal consecutiva, reflexo da desconfiança de investidores principalmente acerca de potenciais medidas do governo Jair Bolsonaro com reflexos nocivos na situação fiscal do país.

"O ambiente econômico e político do Brasil realmente azedou nos últimos meses, e as 'valuations' também foram abaladas", afirmaram os estrategistas do BTG Pactual Carlos Sequeira e Osni Carfi, em relatório a clientes com as recomendações de ações para novembro. Eles chamaram atenção para o custo das incertezas.

"A incerteza sobre o tamanho das despesas adicionais e o resultado final das mudanças na regra do teto de gastos ainda estão pesando sobre os preços de mercado", citaram.

No radar nos próximos dias está a divulgação da ata da última reunião do Copom, quando a Selic foi elevada para 7,75% ao ano, e possível a votação PEC dos Precatórios.

Além do cenário político-econômico, uma bateria de resultados corporativos deve repercutir nesta semana, incluindo os números de Itaú Unibanco e Bradesco, com peso relevante no Ibovespa, além de companhias como GPA, CSN e Ultrapar.

A pouca adesão aos protestos convocados por caminhoneiros nesta segunda-feira, sem registros de bloqueios em estradas federais e com portos importantes do país operando normalmente, corroborava a trégua no pregão.

A pauta externa também tende a ocupar as atenções de investidores do mercado brasileiro neste começo de mês, notadamente a decisão de política monetária do banco central dos Estados Unidos, que será conhecida na quarta-feira e pode trazer mais detalhes sobre a redução de estímulos.

Na terça-feira, a bolsa paulista estará fechada em razão de feriado no Brasil.

DESTAQUES

- BANCO INTER UNIT avançava 10,3%, após queda de 11,56% na semana passada, tendo de pano de fundo detalhes do IPO do Nubank nos Estados Unidos, em operação no qual o rival busca valor de mercado de mais de 50 bilhões de dólares.

- ITAÚ UNIBANCO PN e BRADESCO PN subiam 3,1% e 3,2%, respectivamente, acompanhando a recuperação da bolsa como um todo, com os respectivos balanços previstos para os dias 3 e 4 de novembro.

- PETROBRAS PN avançava 1,7%, em meio ao avanço dos preços do petróleo no exterior e baixa adesão aos protestos de caminhoneiros, enquanto os preços dos combustíveis no país siga na pauta do governo.

- AZUL PN valorizava-se 9,5%, em sessão de recuperação de ações de companhias atreladas ao setor de viagens, com CVC BRASIL ON em alta de 7,4% e GOL PN mostrando acréscimo de 7,5%.

- MARFRIG ON perdia 2,9%, com algumas ações de empresas de proteínas corrigindo após forte valorização no último pregão. JBS ON cedia 2,3%. MINERVA ON, que divulga balanço no dia 4, subia 1,6%.

- VALE ON perdia 0,15%, na esteira da queda dos futuros do minério de ferro na China, mas o destaque no setor de mineração e siderurgia eram GERDAU PN e USIMINAS PNA, que caíam 1,75% e 1,3%, respectivamente.

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

(Edição Alberto Alerigi Jr.)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos