Ibovespa cai na abertura à espera de dados do payroll

A Bovespa abre nesta sexta-feira em um cenário de indefinição, com os investidores esperando a divulgação do relatório do mercado de trabalho (payroll) dos Estados Unidos, que pode trazer o norte para o mercado. Depois de dois dias de alta forte, o Ibovespa acumula ganhos de 3,87%, mas há quem aposte que há espaço para nova alta se este indicador vier bem, descolando novamente a Bolsa brasileira dos mercados externos, como ocorreu nesta quinta-feira (3). Por volta de 10h10, o Ibovespa operava em queda de 0,14%, aos 63.224,38 pontos.

Na opinião de um operador, se o payroll vier ruim, poderá motivar um movimento de realização na Bolsa brasileira. "Alguns papéis já subiram bem, e o movimento vai depender do fluxo de estrangeiros, após a divulgação dos dados do emprego americanos", afirma, ressaltando que ontem a compra de ações por estrangeiros foi forte. Ele acredita, porém, que com resultados positivos, ainda há força para a Bovespa continuar subindo. Entre as oportunidades, ele cita as ações da Vale, que ontem fecharam em baixa, apesar da alta expressiva do minério de ferro. "Houve troca entre as ações da mineradora e da Petrobras, o que derrubou os papéis da primeira", avalia.

O superintendente de renda variável da corretora Banif, Raffi Dokuzian, acredita que é normal uma realização após dois pregões de alta forte. "Pode ser até que a Bovespa fique estável ou até acompanhe a Europa, mas acredito que a tendência ainda é de alta, porque o volume da Bolsa brasileira está forte, com os dois últimos pregões superando os R$ 7 bilhões em giro", diz.

Para Dokuzian, embora a Bolsa americana tenha fechado em queda ontem, com dúvidas quanto à manutenção do programa norte-americano de compra de ativos, ele acredita que os indicadores da economia americana estão positivos. "A projeção de vendas de veículos para 2013 nos EUA, por exemplo, é de expansão de 7%, então acho que a melhora da economia lá não tem volta." Ele avalia ainda que se o emprego nos Estados Unidos vier bem, abrirá espaço para a alta das ações tanto naquele país, quanto no Brasil.

Os dados de emprego norte-americanos saem às 11h30, quando o Departamento do Trabalho divulga o relatório referente a dezembro. Às 13h, será divulgado o índice ISM do setor de serviços em dezembro e, às 13h, o Departamento de Comércio informa os dados de encomendas à indústria americana em novembro. Às 14h, o Departamento de Energia informa os dados dos estoques de petróleo na semana até 28 de dezembro.

Carregando...