Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,38 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,17 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    -0,18 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.788,10
    -23,10 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    18.121,02
    +352,96 (+1,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,90 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,23 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,40 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.257,50
    +105,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

Ibovespa avança puxado por Itaú, mas eleição nos EUA adiciona volatilidade

Por Paula Arend Laier
·3 minuto de leitura
.
.

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa avançava nesta quarta-feira, tendo superado 97 mil pontos na máxima, com Itaú Unibanco entre as maiores altas em meio a planos envolvendo sua participação na XP Inc, enquanto a apuração dos votos das eleições nos Estados Unidos também ocupa as atenções.

Às 11:38, o Ibovespa subia 0,58%, a 96.538,57 pontos. No melhor momento, chegou a 97.592,38 pontos. O volume financeiro era 7,9 bilhões de reais.

Nos EUA, o republicano Donald Trump enfrenta o oponente democrata Joe Biden para se manter no comando da maior economia do mundo, mas a disputa está bastante acirrada e apuração pode ainda levar dias. Uma das preocupações é de que um resultado muito apertado desencadeie uma disputa judicial.

Mapa interativo, em tempo real, produzido pela Reuters, para acompanhar o resultado das eleições norte-americanas:

https://graphics.reuters.com/USA-ELECTION/RESULTS-LIVE-US/yzdvxakdlpx/media-embed.html

Para o diretor de investimentos da área de gestão de grandes fortunas global do UBS AG, Mark Haefele, o mercado deve mostrar elevada volatilidade até que haja mais clareza sobre o resultado das eleições norte-americanas, conforme relatório a clientes nesta quarta-feira.

Ele continua com uma visão positiva para ações no médio prazo, apoiada em expectativas de novos estímulos fiscais e de ampla disponibilidade de vacina até meados de 2021. "A recuperação da pandemia seguirá sendo o principal impulsionador do mercado de ações nos próximos meses."

Nos Estados Unidos, Wall Street abriu em alta, após os futuros acionários mostrarem volatilidade mais cedo e na madrugada, com o S&P 500 em alta de 1,17%.

DESTAQUES

- ITAÚ UNIBANCO PN avançava 4,08% mesmo após queda no lucro do terceiro trimestre, uma vez que anunciou planos para possível cisão do investimento na XP. Nesta manhã, o presidente do maior banco privado do país disse que o Itaú ainda está disposto a adquirir uma fatia adicional na plataforma de investimentos. Em Nova York, as ações da XP recuavam 6,1%.

- BRADESCO PN caía 1,87%, em sessão sem tendência única para os grandes bancos de varejo do Ibovespa, com BANCO DO BRASIL ON subindo 0,1% e SANTANDER BRASIL UNIT recuando 1,9%.

- MINERVA ON valorizava-se 3,46%, tendo de pano de fundo lucro líquido de 58,3 milhões de reais no terceiro trimestre, ante prejuízo de 82,7 milhões na mesma etapa de 2019.

- TIM ON subia 1,29%, após queda no lucro do terceiro trimestre, refletindo questões tributárias, mas reação no resultado operacional, com a gradual flexibilização do isolamento social imposto devido à Covid-19.

- IRB BRASIL RE ON caía 5,31%, após prejuízo líquido de 229,8 milhões de reais no terceiro trimestre, com a resseguradora esperando números positivos apenas no próximo ano.

- GOL PN cedia 0,51%, em meio a novo prejuízo trimestral, embora tenha anunciado elevação de 100% na oferta de capacidade para o quarto trimestre em relação ao terceiro trimestre.

- PETROBRAS PN tinha desvalorização de 1,53%, destoando da alta dos preços do petróleo no mercado externo, onde o Brent cedia 1,69%.

- VALE ON perdia 2,13%, com o setor atrelado a commodities de forma geral no vermelho na bolsa paulista, após fortes ganhos na véspera. No setor de mineração e siderurgia, CSN ON recuava 4,42%.