Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.334,59
    -119,26 (-0,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Ibovespa avança na abertura de novembro após quatro meses de queda

·1 min de leitura

(Reuters) - A bolsa paulista abria com viés positivo o primeiro pregão de novembro, em meio a ajustes após o Ibovespa engatar quatro meses seguidos de quedas, embora incertezas internas devam continuar adicionando volatilidade aos negócios, em semana que também reserva decisão de política monetária nos Estados Unidos.

Às 10:07, o Ibovespa subia 0,35 %, a 103.862,85 pontos.

O Ibovespa caiu mais de 2% na sexta-feira, engatando nova perda semanal e a quarta perda mensal consecutiva, reflexo da desconfiança de investidores principalmente acerca de potenciais medidas do governo Jair Bolsonaro com reflexos nocivos na situação fiscal do país.

(Por Paula Arend Laier)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos