Mercado fechará em 4 h 7 min
  • BOVESPA

    125.174,67
    -971,98 (-0,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.237,11
    -3,40 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,84
    -0,07 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.801,90
    -3,50 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    32.372,11
    -41,01 (-0,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,07
    -7,66 (-0,97%)
     
  • S&P500

    4.403,57
    +36,09 (+0,83%)
     
  • DOW JONES

    35.039,80
    +216,45 (+0,62%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.064,50
    +136,00 (+0,91%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0835
    -0,0367 (-0,60%)
     

Ibovespa avança com perspectivas positivas para economia

·3 minuto de leitura

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa avançava nesta segunda-feira, apoiado em perspectivas mais positivas para a atividade econômica brasileira e com noticiário corporativo também no radar, enquanto investidores aguardam reunião do Federal Reserve nesta semana.

Às 11:15, o Ibovespa subia 0,86%, a 130.553,70 pontos. O volume financeiro somava 6 bilhões de reais.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa fechou em baixa na última sexta-feira, tendo a primeira perda semanal desde meados de maio, em meio a movimentos de ajustes após renovar máximas históricas.

Nesta segunda-feira, o IBC-Br, considerado sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB) e calculado pelo Banco Central, mostrou que a atividade econômica brasileira voltou a registrar alta em abril, ainda que abaixo do esperado.

O indicador subiu 0,44% em abril na comparação com o mês anterior em dado dessazonalizado, abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters de expansão de 0,55%. [BRIBC=ECI]

Na visão do estrategista-chefe do banco digital modalmais, Felipe Sichel, o índice indica a retomada mais rápida da economia após os impactos do recrudescimento da pandemia.

"Para frente, esperamos que a atividade econômica permaneça em alta com a recuperação da atividade industrial e dos serviços, em especial serviços às famílias e transporte aéreo", afirmou em comentário a clientes.

Em paralelo, reforçando as apostas positivas para a economia no país, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou no domingo a antecipação em 30 dias do calendário de vacinação contra Covid-19 no Estado.

Na cena externa, as atenções estão voltadas para a reunião do banco central norte-americano nesta semana, com desfecho previsto para a quarta-feira, principalmente as discussões do Fed relacionadas a uma redução nos estímulos monetários.

"A expectativa é que o banco central americano deverá manter a política expansionista, mas investidores globais irão ficar de olho na sua comunicação", afirmou a equipe da XP Investimentos.

DESTAQUES

- COGNA ON valorizava-se 6,22%, em meio ao prognóstico mais positivo para reabertura e atividade econômica no país, o que beneficiava também empresas de shopping centers com MULTIPLAN ganhando 3,3%, e varejo, com B2W ON em alta de 4,71%. O setor de viagens também subia.

- BRF ON subia 2,13%, conforme segue sob os holofotes após recente aquisição acionária relevante pela Marfrig. Blog do Valor Econômico citou plano envolvendo o BTG Pactual e a JBS para assumir o controle da BRF, com potencial fatiamento.

- PETROBRAS PN avançava 1,61%, com a alta do petróleo e após anunciar que solicitou à BR Distribuidora cooperação para a implementação de uma oferta secundária visando a venda de sua participação restante na companhia, de 37,50%. BR ON mostrava acréscimo de 0,95%.

- BRASKEM PNA perdia 1,76%, na terceira queda seguida, após renovar máximas na semana passada, com a alta acumulada no mês acima de 12%.

- USIMINAS PNA cedia 0,11%, em sessão de fraqueza no setor de mineração e siderurgia, tendo no radar anúncio de retomada do Alto Forno 2 da Usina de Ipatinga programada para esta segunda-feira. VALE ON mostrava declínio de 0,62%.

- EDP BRASIL ON valorizava-se 1,72%. Eneva Votorantim Energia e AES Brasil estão entre os grupos interessados em três hidrelétricas da elétrica, disse à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto nesta segunda-feira. ENEVA ON avançava 1,83%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos